A Prolagos está comprometida com a qualidade de vida em Cabo Frio e compartilha o anseio dos pescadores e moradores da Praia do Siqueira para ver a praia ambientalmente recuperada.

Os investimentos nos sistemas de água e esgoto no município seguem um planejamento, com ações a curto e médio prazos, para não sobrecarregar a tarifa. O processo de desativação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) existente no bairro está programado para iniciar no próximo ano, com a ampliação da ETE Jardim Esperança, cujo processo passará de secundário para terciário, elevando o nível de eficiência do efluente com a remoção de nitrogênio e fósforo.

A ETE da Praia do Siqueira recebe esgoto gerado na maior parte do centro de Cabo Frio, que entra nas galerias pluviais e é captado pelos coletores operados pela Prolagos. Esses coletores, também conhecidos como cinturões, levam o esgoto para ser tratado e depois retornar ao meio ambiente sem prejuízos à natureza.

A Prolagos não limita suas ações às obrigações contratuais e vem buscando viabilizar um estudo hidrodinâmico de toda a Lagoa de Araruama. O estudo vai analisar como se dá o movimento das águas e os fatores que alteram essa circulação para renovação da água na lagoa, como áreas assoreadas, por exemplo. É um estudo caro que a Prolagos vai realizar e que será um legado para o poder concedente e instituições ambientais, que também poderão utilizar as informações em suas tomadas de decisões em prol da sustentabilidade, não somente na Praia do Siqueira, mas em todas as áreas banhadas pela lagoa.

Outro aspecto que influencia na recuperação da praia é a lama decorrente do aterramento feito no passado e de anos de despejo de esgoto in natura (até o ano de 2002 não havia coleta e tratamento de esgoto) e lixo que chegavam à praia, através das galerias de drenagem pluvial (água da chuva). Todo esse material foi se acumulado e formando um lodo. Esse lodo, por causa da baixa circulação de água nesse trecho da lagoa, não é levado pelas correntezas. Logo, é necessária a dragagem desse material. Essa é uma ação que exige a cooperação de diversas instituições da sociedade, como INEA (Instituto Estadual do Ambiente), Agenersa (Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Estado do Rio de Janeiro), Consórcio Intermunicipal Lagos São João, Comitê de Bacias Lagos São João, Governo Municipal, entre outros. A Prolagos, como um dos agentes, cuja atividades tem relação direta com a preservação da Lagoa de Araruama, está apoiando e participando de reuniões com pescadores e representantes do poder concedente para encontrar ações efetivas que levarão à recuperação da Praia do Siqueira.