Comitiva foi recebida pela diretoria e equipe técnica da concessionária

Ricardo Azevedo, o Cacá, Marcos de Araújo, Sérgio Braga recebem os pescadores

Representantes de pescadores dos municípios do entorno da Lagoa de Araruama estiveram na manhã desta segunda-feira, na sede da Prolagos, onde foram recebidos pelo diretor presidente, Sérgio Braga, pelo diretor executivo Marcos Araújo, pelo gerente de Operações de Esgoto, Mário Márcio Gonçalves, e Ricardo Azevedo, o Cacá, do setor de Responsabilidade Social. Durante o encontro, foram esclarecidas dúvidas sobre coberturas de coleta e tratamento de esgoto prevista em contrato, o modelo de cobrança de tarifa e apresentados os projetos de ampliação e melhoria dos sistemas água e esgoto planejados para os próximos meses.

Entre os investimentos que impactam diretamente na Lagoa de Araruama estão a ampliação dos cinturões coletores no entorno da laguna, a implantação da rede separadora absoluta, que está em análise das prefeituras, ampliação das estações de tratamento de esgoto, a transposição de efluente tratado, e o estudo de hidrodinâmica contratado pela Prolagos à Coppe/UFRJ, que deverá estar concluído em agosto.

A comitiva, formada por mais de 30 pessoas, entregou um documento em que pede ações como a transposição do efluente, o desenvolvimento de campanhas de educação ambiental, a contribuição no desassoreamento de canais, o patrocínio de projeto para que os pescadores façam a coleta de lixo da orla da lagoa, entre outros. A listagem também será compartilhada com a concessionária Águas de Juturnaíba, prefeituras dos municípios banhados pela laguna, Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Estado do Rio de Janeiro (Agenersa) e Ministério Público Federal.

“Encontros como este, promovidos pela sociedade civil organizada, são fundamentais para que a concessionária conheça as demandas da população e direcione o seu planejamento de acordo com essas expectativas. Vamos analisar os pedidos dos pescadores, algumas solicitações já estão previstas, como a transposição do efluente tratado, e pretendemos dar um retorno o quanto antes”, disse o diretor presidente Sérgio Braga.