Edição “Seu Descarte, Minha Arte” promove reflexão entre alunos da rede pública sobre consumo e preservação ambiental

Alunos do nono ano da Escola Municipal Narciso Macedo, de Iguaba Grande, dedicaram a manhã desta sexta-feira (30) para refletirem sobre os efeitos do lixo na natureza, em especial o plástico. Eles encerraram a primeira fase do CaptaAção, projeto de educação socioambiental promovido pela Prolagos em parceria com a Casa Atelier Carlos Scliar para alunos do nono ano da rede pública dos municípios da área de concessão: Cabo Frio, Arraial do Cabo, Armação dos Búzios, Iguaba e São Pedro da Aldeia.

Oficina de serigrafia

Os estudantes conheceram a exposição Pense, com obras de Carlos Scliar relacionadas ao meio ambiente, além de trechos de matérias e documentos que mostram a preocupação do artista com o tema. Eles também fizeram uma visita guiada ao museu, que recebeu instalações que provocam o despertar da consciência sobre os cuidados com a natureza, como uma rede de pesca com objetos plásticos recolhidos na Praia do Forte, além de painéis com mensagens reforçando a responsabilidade de cada indivíduo na produção do próprio lixo.

Eles participaram de oficina de serigrafia em papel reciclado e assistiram ao espetáculo teatral Prenúncio, que mostra o fim da humanidade com a escassez de oxigênio, a água se esgotando e lixo espalhado em todos os lugares. A peça propõe uma reflexão sobre os hábitos do cotidiano, como o descarte irregular dos resíduos sólidos, o uso inadequado das redes públicas, consumo excessivo, desperdício de água, entre outros.

Marciele Azevedo

A atividade envolveu os alunos, que acreditam que deve haver um esforço conjunto entre população, poder público e empresas. “Adorei a visita, pois temos que nos mobilizar e nos conscientizar sobre a importância da reciclagem e descarte correto do lixo. Hoje aprendi que aqui no Brasil menos de 1% do lixo produzido é reciclado, isso é muito pouco. Por isso temos que ter mais consciência do nosso consumo, que está gerando a poluição dos oceanos e provocando o aquecimento global”, ponderou a estudante Marciele Azevedo, de 15 anos, sugerindo a criação de leis para obrigar a coleta seletiva e a reciclagem.

A segunda edição do projeto CaptaAção foi lançada em março e contou com a participação de 20 escolas públicas dos cinco municípios de atuação da Prolagos. Todos os estudantes que participaram do projeto foram convidados a desenvolver uma produção artística para reforçar todo o conteúdo apresentado. As categorias são: “Artesanato Sustentável”, “Curta-metragem” e “Composição Musical”. Os autores dos melhores trabalhos em cada categoria e seus professores serão premiados no encerramento do projeto, que será no dia 21 de setembro, Dia da Árvore.

Estudantes, Trupe Fabricarte, equipes da Casa Scliar e Responsabilidade Social da Prolagos