Alunos do projeto de capacitação profissional acompanham detalhes da operação da concessionária e fazem imersão no universo do saneamento

 Depois de participarem, nesta semana, de workshop sobre o sistema de esgotamento sanitário, alunos do projeto Pioneiros foram à Estação de Tratamento de Esgoto de Iguaba Grande ver de perto a operação da unidade. Da etapa preliminar, em que são removidos os resíduos sólidos, como lixo e areia, até a desinfecção por raio ultravioleta, quando o efluente tratado está pronto para retornar ao meio ambiente, os jovens acompanharam cada fase do processo e tiraram dúvidas.

Durante a visita, eles também aprenderam sobre o modelo de coleta de esgoto em vigor na região, o Coleta em Tempo Seco, que intercepta a rede de drenagem pluvial, levando as contribuições para as estações de tratamento. Adotado no início da primeira metade dos anos 2000, este sistema foi fundamental para a recuperação da Lagoa de Araruama, que deixou de receber milhares de litros de esgoto in natura diariamente. A imersão no universo do saneamento na região onde vivem está empolgando os alunos. “Estou adorando o Pioneiros, pois aprendo muitas coisas relacionadas à água, esgoto e ao meio ambiente. Os profissionais explicam muito bem”, elogiou Vivian Albuquerque, de 18 anos, aluna do Colégio Estadual Miguel Couto.

O programa voltado para alunos do ensino médio da rede pública de Cabo Frio é composto por palestras com profissionais de diversas áreas e visitas técnicas a áreas operacionais da Prolagos, como as estações de tratamento de água e esgoto, laboratório e Centro de Controle. Na semana passada, os jovens conheceram a Lagoa de Juturnaíba, em São Vicente de Paulo, em Araruama, onde é feita a captação da água bruta, que depois de tratada na estação da Prolagos abastece os municípios de Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia.

O projeto está despertando entre os jovens maior preocupação com o meio ambiente e transformando-os em agentes multiplicadores, como a moradora do Jardim Esperança, Jéssica dos Santos Lopes, de 17 anos. “Depois que expliquei em casa como o óleo descartado na rede pode ser prejudicial para a natureza, minha mãe e a minha avó passaram a colocar na garrafa para encaminhar para as pessoas que fazem sabão. Estou muito feliz com essa oportunidade e espero aprender ainda mais para levar todo esse conhecimento para outras pessoas”, comentou a jovem aluna da Escola Municipal Elza Maria Santa Rosa Bernardo.

Com objetivo de preparar os jovens para o mercado de trabalho, o Pioneiros surgiu de uma demanda recebida por outro projeto desenvolvido pelo setor de Responsabilidade Social da Prolagos. “Com o Afluentes, que é o nosso canal direto com os líderes comunitários, recebíamos muitos pedidos de vaga para jovem aprendiz, para afastar os jovens da marginalização. Como não é possível atender a todas as demandas, optamos por contribuir na preparação, para que tenham um diferencial na busca pelo primeiro emprego”, comenta a coordenadora de Responsabilidade Social da Prolagos, Francine Melo.

As atividades do Pioneiros seguem até o dia 13 de outubro e após a imersão nos assuntos, os jovens terão o desafio de elaborar um projeto que contribua com o saneamento no bairro em que vivem. As três melhores propostas irão ganhar um tablet e concorrer ao Prêmio Eficiência e Tecnologia da Aegea, holding de saneamento da Prolagos, na categoria Jovens Pioneiros, competindo com participantes de todo o país.