13 nov 2019
novembro 13, 2019

Comunicado

0 Comentário

A Lagoa de Araruama possui características próprias que influenciam diretamente na sua aparência, ficando em alguns meses com águas claras e límpidas e em outros com a coloração escura. As influências vão desde a direção e velocidade dos ventos, movimento de marés e baixa profundidade.

Por ser a Lagoa de Araruama o corpo receptor do efluente tratado das estações de tratamento da Prolagos, e, justamente, pelo nosso sistema manter o mesmo padrão durante todo o ano, buscamos na Coppe/UFRJ e na UFF a explicação técnica sobre as mudanças na laguna.

Os levantamentos apontaram que a coloração da água é dada pela presença das microalgas, que é elevada quando a água está escura e muito baixa quando está clara. Responsável pelas análises da água, o doutor em Oceanologia e professor da UFF, Júlio Wasserman, esclarece que a possível explicação para a variação pode estar nas reações que acontecem no material que constitui o fundo da lagoa, o sedimento.

“Aparentemente, a quantidade de fósforo e nitrogênio que entra pelos esgotos e pela atividade humana no entorno da laguna é a mesma o tempo todo, só que quando a água fica clara, parece que o fósforo é sequestrado no sedimento (retirado da coluna d’água para o solo). Ainda não sabemos como isto acontece, mas está claro que as modificações que ocorrem nesse ecossistema não estão relacionadas à diluição pelas águas do mar, nem por entradas de esgoto. Estão exclusivamente relacionadas a processos que ocorrem no sedimento. Fizemos um balanço para avaliar se os aportes de esgotos brutos e tratados podem ser responsáveis pelas águas escuras e os nossos cálculos indicam que a quantidade de nutrientes lançados na laguna é pelo menos 10 vezes inferior ao necessário para manter a produção das microalgas. Isto reforça a hipótese de que o fósforo efetivamente vem do sedimento”.

A Prolagos está comprometida com a preservação do meio ambiente e com a qualidade de vida dos moradores da sua área de concessão. A boa safra após o fim do período de defeso neste ano, reforça que estamos no caminho certo. Queremos ir além e continuamos investindo para a melhoria contínua dos nossos serviços e do ecossistema.