Prolagos entrega nova remessa de cestas de alimentos a pescadores

Postado por prolagos em 12/jun/2020 - Sem Comentários

Iniciativa visa amenizar os impactos sociais provocadas pela pandemia

Entrega na sede da Colônia Z-29, Iguaba Grande

Começou nesta sexta-feira a segunda rodada de doação de cestas de alimentos e material de limpeza a famílias de pescadores da Lagoa de Araruama promovida pela Prolagos, empresa do grupo Aegea. Iniciada em maio, a ação tem como objetivo oferecer apoio aos profissionais da pesca artesanal que não estão conseguindo vender o pescado por conta do isolamento social. Ao final das duas fases serão entregues 800 cestas entre as colônias de Cabo Frio, Iguaba Grande, Arraial do Cabo e São Pedro da Aldeia, municípios da área de concessão banhados pela laguna.

Assim como realizado anteriormente, a concessionária faz a entrega às colônias, que ficam responsáveis pelo repasse às famílias. Na manhã desta sexta-feira, a segunda remessa foi entregue na sede da colônia Z-29, em Iguaba Grande, e recolhida por representantes da Colônia Z-4, de Cabo Frio, na sede da empresa, em São Pedro da Aldeia. “Serão priorizadas as famílias que ainda não foram contempladas e, principalmente, aqueles que se dedicam à pesca artesanal lagunar, que estão com mais dificuldade”, explicou Cláudio Gomes, filiado à Z-4, que buscou as doações ao lado da secretária da colônia, Lucimar da Silva.

Ação conta com a participação de colaboradores da concessionária

A entrega aos representantes de Arraial do Cabo e São Pedro da Aldeia será feita nos próximos dias. As cestas doadas são compostas por sal, arroz, feijão, dois quilos de açúcar, óleo, leite em pó, achocolatado, macarrão, farinha de mandioca, fubá, café, biscoito de maisena, papel higiênico, desinfetante, sabão em pó, detergentes, creme dental e sabonete. O auxílio oferecido pela concessionária visa apoiar os pescadores nesse momento de dificuldade. “Desde o início da pandemia, reforçamos nossas ações para manter e ampliar os serviços de água e esgoto, que são fundamentais no enfrentamento ao novo coronavírus. Entendemos que apenas com união conseguiremos passar por este período extremamente desafiador e não estamos medindo esforços para fazer a nossa parte”, comentou o diretor-presidente da Prolagos, Sérgio Braga.

A doação dos kits integra um pacote de medidas adotadas pela Prolagos em apoio à sociedade no combate à Covid-19. No fim de maio, a empresa doou equipamentos de proteção individual para atender os profissionais de saúde que atuam em Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia. Ao todo foram entregues 36 mil itens divididos entre avental com manga longa, luva para procedimento não cirúrgico, máscara cirúrgica descartável tripla camada, máscaras N95, capote descartável e álcool em gel 70%.

Desde março, a Prolagos vem contribuindo com os municípios da área de atuação na higienização dos espaços públicos. Até o momento, mais de 300 mil litros de água já foram doados em caminhões pipas contribuindo para a sanitização de praças, pontos de ônibus, entorno de agências bancárias, unidades hospitalares e de grande circulação, a fim de evitar a disseminação da doença. A concessionária também ampliou a produção de hipoclorito de sódio, utilizado na estação de tratamento de água, para compartilhar com prefeituras, colônias e associações de moradores, que fazem a distribuição para a população.

Rede de esgoto na Ponta do Ambrósio entra em operação

Postado por prolagos em 25/maio/2020 - Sem Comentários

Sistema recém implantado em bairro aldeense aumenta proteção à Lagoa de Araruama

 

A nova rede de esgotamento sanitário implantada no bairro Ponta do Ambrósio, em São Pedro da Aldeia, já está integrada ao sistema principal operado pela Prolagos e em funcionamento. A obra, que beneficia aproximadamente cinco mil pessoas, contribui diretamente na melhoria da qualidade ambiental da Lagoa de Araruama, por evitar que os imóveis lancem esgoto in natura ao ecossistema.

Foram instaladas aproximadamente 2.300 metros de rede coletora de esgoto, com diâmetros entre 150mm e 400mm, 49 poços de visita (PV), local de acesso à rede subterrânea para vistoria, e 16 caixas de coleta em tempo seco, nas ruas Antônio Araújo Mendonça, no Vinhateiro, Manoel Vitorino Carriço e Rua Antônio Luiz de Araújo, na Ponta do Ambrósio, onde foi construída uma nova estação elevatória, responsável por bombear todo material coletado na localidade. A nova rede foi interligada à elevatória já existente na Antiga Estrada São Pedro – Cabo Frio, de onde o esgoto seguirá até a estação de tratamento.

Estação elevatória da Ponta do Ambrósio

Para não impactar a rotina dos moradores e do comércio, a intervenção foi feita por trechos, com o fechamento das valas logo após o assentamento dos tubos. A recomposição asfáltica na área trabalhada foi executada após a implantação de toda a rede. Com a conclusão da fase estrutural, a nova estação elevatória recebeu equipamentos de telemetria e passou a ser monitorada e operada do Centro de Controle Operacional, na sede da concessionária. “Este importante investimento aumenta a área de cobertura do sistema de esgotamento sanitário da área de concessão e reforça o compromisso da Prolagos com os municípios atendidos. Neste período desafiador para toda a sociedade, continuamos trabalhando para manter os nossos serviços de água e esgoto e, ainda, executar melhorias e ampliação dos sistemas”, comentou Sérgio Braga, diretor-presidente.

Além de São Pedro da Aldeia, a Prolagos é responsável pelos sistemas de água e esgoto nos municípios de Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio e Iguaba Grande. A nova rede soma à estrutura de esgotamento sanitário composto por mais de 80 elevatórias, sete estações de tratamento, que têm capacidade para tratar 97 milhões de litros de esgoto por dia.

Comunicado

Postado por Ascom Prolagos em 13/nov/2019 -

A Lagoa de Araruama possui características próprias que influenciam diretamente na sua aparência, ficando em alguns meses com águas claras e límpidas e em outros com a coloração escura. As influências vão desde a direção e velocidade dos ventos, movimento de marés e baixa profundidade.

Por ser a Lagoa de Araruama o corpo receptor do efluente tratado das estações de tratamento da Prolagos, e, justamente, pelo nosso sistema manter o mesmo padrão durante todo o ano, buscamos na Coppe/UFRJ e na UFF a explicação técnica sobre as mudanças na laguna.

Os levantamentos apontaram que a coloração da água é dada pela presença das microalgas, que é elevada quando a água está escura e muito baixa quando está clara. Responsável pelas análises da água, o doutor em Oceanologia e professor da UFF, Júlio Wasserman, esclarece que a possível explicação para a variação pode estar nas reações que acontecem no material que constitui o fundo da lagoa, o sedimento.

“Aparentemente, a quantidade de fósforo e nitrogênio que entra pelos esgotos e pela atividade humana no entorno da laguna é a mesma o tempo todo, só que quando a água fica clara, parece que o fósforo é sequestrado no sedimento (retirado da coluna d’água para o solo). Ainda não sabemos como isto acontece, mas está claro que as modificações que ocorrem nesse ecossistema não estão relacionadas à diluição pelas águas do mar, nem por entradas de esgoto. Estão exclusivamente relacionadas a processos que ocorrem no sedimento. Fizemos um balanço para avaliar se os aportes de esgotos brutos e tratados podem ser responsáveis pelas águas escuras e os nossos cálculos indicam que a quantidade de nutrientes lançados na laguna é pelo menos 10 vezes inferior ao necessário para manter a produção das microalgas. Isto reforça a hipótese de que o fósforo efetivamente vem do sedimento”.

A Prolagos está comprometida com a preservação do meio ambiente e com a qualidade de vida dos moradores da sua área de concessão. A boa safra após o fim do período de defeso neste ano, reforça que estamos no caminho certo. Queremos ir além e continuamos investindo para a melhoria contínua dos nossos serviços e do ecossistema.