Prolagos celebra a sustentabilidade na premiação do CaptaAção

Postado por Ascom Prolagos em 23/set/2019 -

 

Alunos da rede pública criam artesanato, música e filme e mostram o que aprenderam com o projeto de educação socioambiental

“Vou te contar uma história de alguns fatos de verdade, que fala sobre o lixo e também da reciclagem. Fui pro passeio da escola que era perto daqui, chegando lá era o ateliê do Carlos Scliar. Lá eles disseram um pouco sobre o descarte, que se a gente reciclar ele pode virar arte”. A primeira estrofe de Reciclando o Universo, primeiro lugar na categoria “Composição Musical”, resume como foi o projeto CaptaAção, realizado pela Prolagos em parceria com o Instituto Carlos Scliar, cuja edição “Seu Descarte, Minha Arte” encerrou sábado, na Casa Scliar, em cerimônia de premiação dos melhores trabalhos desenvolvidos pelos alunos que participaram das atividades.

Depois de passarem por uma imersão sobre sustentabilidade e consumo consciente, alunos do nono ano da rede pública de ensino dos municípios da área de atuação da concessionária foram convidados a produzirem peças artísticas para contar o que assimilaram. O resultado foi uma mostra de criatividade e sensibilidade dos jovens que depois de aprenderem, passaram a ensinar e compartilhar a mensagem de que é possível contribuir com o meio ambiente por meio de música, filme e artesanato.

Descrevendo a experiência de participar do CaptaAção e reforçando a importância da reciclagem e como a poluição está chegando ao meio ambiente, alunos da Escola Municipalizada Capitão Costa, de São Pedro da Aldeia, conquistaram a primeira posição. “Fiquei muito feliz. Na hora não consegui pensar em nada, foi uma emoção muito grande. Eu e meus amigos nos inspiramos na visita que fizemos à Casa Scliar e tudo o que foi dito na palestra e no vídeo a que assistimos que mostrava o fundo do mar. Falamos sobre poluição e reciclagem na nossa música”, comentou Matheus Martins, que contou com apoio dos colegas Gabriel da Silva e Gabriel Moreira na composição.

Primeiro lugar na categoria composição musical

Competindo na final com um vestido de luxo feito em papel jornal e um jardim sustentável com pneus, o Violão Aquático, utilizando um instrumento danificado e vidro, ganhou na categoria “Artesanato Sustentável”. Desenvolvido por alunos da E.M. Profª Dulcinda Jotta Mendes, de São Pedro da Aldeia, a peça reproduziu o fundo do mar e peixes naturais mostravam a sua funcionalidade. “A ideia inicial era fazer um violão de plástico e vidro, mas não ficou bom. A nossa orientadora sugeriu fazer todo de vidro e deu certo. O mais legal que para desenvolver este projeto ainda conheci novas pessoas na escola”, comentou Jonatha Rodrigues, que estuda no turno da tarde, que desenvolveu o projeto com Stephany de Souza, da manhã.

Primeiro lugar na categoria artesanato sustentável

Na categoria Curta-metragem, alunos da E. M. Nicomedes Theotônio Vieira, de Armação dos Búzios, fizeram um paralelo entre o crescimento de uma menina e a poluição de sua praia preferida. Para contar a história, eles utilizaram desenho feito à mão. “O CaptaAção me transformou, pois, as vezes eu tentava mudar o pensamento das outras pessoas, mas não mudava minhas atitudes. Depois dessa reflexão, tentei mudar meu modo de agir em relação ao meio ambiente. Percebo que mesmo com pequenas ações estou tendo o resultado que queria. Sobre o prêmio, não achei que fosse ficar em primeiro lugar, o que queria era mostrar a importância da conscientização sobre o cuidado com a natureza. Estou muito feliz – disse Alexia Moura, que contou com a parceria dos colegas Júlio Lage, Kaylane Linhares, Rafaela Gomes e Yasmim Mariano.

Primeiro lugar na categoria curta-metragem

De abril a agosto, centenas de alunos de Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia debateram os cuidados que cada um deve ter com o meio ambiente e como o descarte irregular de lixo está afetando os ecossistemas. As atividades aconteceram na Casa Scliar, que recebeu a exposição “Pense”, instalações feitas a partir de lixo coletado na Praia do Forte, em Cabo Frio. “O CaptaAção é um dos projetos de educação socioambiental que realizamos. Ver o desenvolvimento desses alunos, a qualidade dos trabalhos e perceber como eles estão mais conscientes e preocupados com o meio ambiente, mudando não somente suas atitudes em relação ao uso dos recursos naturais, mas também influenciando as pessoas dos seus núcleos de vivência, nos mostra que estamos no caminho certo”, finaliza o diretor executivo da Prolagos, José Carlos Almeida, que participou da cerimônia de premiação.

Relação completa dos vencedores

Categoria “Composição Musical”

 1º lugar

Música: Reciclando o Universo
Instituição: E. Municipalizada Capitão Costa, de São Pedro da Aldeia
Alunos: Gabriel da Silva Cunha; Gabriel Moreira Tuzzi; Matheus Martins Silva de Almeida
Professor Orientador: Priscilla Brites Xavier Marques

2º lugar

Música: Baile da Preservação
Instituição: E.M. Nerea Esther Batista Alcoforado Natividade, de Iguaba Grande
Alunos: Elias Souza Nogueira; Jessé Neves Souza da Silva; Thiago Carboni de Oliveira
Professor Orientador: Loar dos Santos Coutinho

3º lugar

Música: Era Uma Vez
Instituição: E.M. Narciso Macedo, de Iguaba Grande
Alunos: Kamily Farias da Silva Brito; Kawan de Jesus Pereira da Costa; Marcielly Azevedo do Carmo; Maria Fernanda Pereira da Silva
Professor Orientador: Marcela Simões

Categoria “Artesanato Sustentável”

 1º lugar

Peça: Violão Aquático
Instituição: E.M. Profª Dulcinda Jotta Mendes, de São Pedro da Aldeia
Alunos: Jonatha Rodrigues Costa Ribeiro; Stephany de Souza Pereira Ferreira
Professor Orientador: Maria Lucivânia dos Santos Silva

2º lugar

Peça: Peça de Jardim Sustentável
Instituição: E.M. Narciso Macedo, de Iguaba Grande
Alunos: Kawan de Jesus Pereira da Costa; Maria Fernanda Pereira da Silva
Professor Orientador: Marcela Simões

3º lugar

Peça: Vestido de Luxo Sustentável
Instituição: E.M. Prof° Carlos Alberto Gomes de Carvalho, de Cabo Frio
Alunos: Maria Luísa Silva Souza
Professor Orientador: Cláudia Cristina Amaral de Oliveira

Categoria “Curta-metragem”

1º lugar

Curta: Final Feliz?
Instituição: Escola Municipal Nicomedes Theotônio Vieira, Armação dos Búzios
Alunos: Alexia Moura Daltro; Júlio Lage da Verdade; Kaylane Linhares de Carvalho; Rafaela Gomes Marinho; Yasmim Mariano Gomes
Professor orientador: Magno Costa

2º lugar

Curta: De Caco em Caco
Instituição: E. M. Profª Dulcinda Jotta Mendes, São Pedro da Aldeia
Alunos: Cassiane da Silva Castro; Thiago Rodrigues de Souza Silva; Stephany de Souza Pereira Ferreira; Matheus de Oliveira Perciliano; Jonatha Rodrigues Costa Ribeiro
Professor orientador: Maria Lucivânia dos Santos Silva

3º lugar

Curta: A ação humana degrada o meio ambiente
Instituição: Colégio Municipal Vera Felizardo, Arraial do Cabo
Alunos: Caio Alves Dantas; Lucas Eduardo de Oliveira; Matheus Kiffer; Wagner Luiz Cavalcanti
Professor orientador: Ana Cristina

Alunos da creche Patotinha da Aldeia aprendem a cuidar do meio ambiente de maneira lúdica    

Postado por Ascom Prolagos em 11/jul/2019 -

Diversão, brincadeira, cinema e educação ambiental. Assim foi a tarde desta quinta-feira (11) para cerca de 30 alunos da creche escola Patotinha da Aldeia, de São Pedro da Aldeia, que participaram da versão especial do projeto CaptaAção – Seu Descarte, Minha Arte. Eles visitaram a Casa Scliar, em Cabo Frio, onde está montada a exposição ‘Pense’, que faz uma reflexão sobre os cuidados que temos que ter com o meio ambiente.

Na casa museu os pequenos participaram de oficina com material reciclado, coloriram desenho com fundo do mar como tema e assistiram ao filme Wall.e, em que um robô tem a tarefa de recolher o lixo espalhado no planeta. Na oficina de mosaico os alunos montaram quadros representando animais marinhos: um peixe, uma tartaruga e um polvo azul, representando o Prolaguito, mascote da concessionária. As peças foram montadas com tampinhas de garrafas pet arrecadadas pelos funcionários em uma campanha interna.

A atividade educativa teve como objetivo despertar o conhecimento através da diversão e conscientizaar as crianças sobre os cuidados e o respeito com o meio ambiente, estimulando ações sustentáveis. “A atividade extraclasse ajuda a despertar o interesse da criança sobre o tema e faz com que aproveitem ainda mais. Eles se divertiram muito, trabalharam a criatividade e ainda aprenderam cuidar da natureza”, comentou Tainá Souza, professora da creche Patotinha da Aldeia.

Crianças colorem o desenho com o tema do fundo do mar

O polvo Prolaguito foi num dos desenhos escolhidos na oficina de mosaico com tampinhas de pet

Todos prontos para assistir a Wall.e com suco na garrafinha e pipoca

Prolagos lança segunda edição do Prêmio de Jornalismo Ambiental

Postado por Ascom Prolagos em 12/jun/2019 -

Concurso vai distribuir R$ 36 mil em prêmios entre cinco categorias profissionais e uma universitária

 A Prolagos lançou na noite desta terça-feira (11), a segunda edição do Prêmio de Jornalismo Ambiental, com o objetivo de estimular a produção de reportagens sobre saneamento e sua relação direta com a preservação da natureza, saúde pública e desenvolvimento urbano. O evento, na Casa Scliar, em Cabo Frio, reuniu profissionais de diferentes veículos de imprensa da Região dos Lagos, que tiveram a oportunidade de ver a exposição “Pense”, com obras do multiartista Carlos Scliar, que desde 1984 chamava a atenção para a responsabilidade de todos em relação à preservação no meio ambiente.

A segunda edição do Prêmio traz algumas novidades. Além dos jornalistas residentes na Região dos Lagos, diplomados e registrados no Ministério do Trabalho, poderão participar os profissionais que comprovarem a atividade no prazo mínimo de cinco anos. Poderão ser inscritas reportagens publicadas entre 1º de junho e 30 de setembro, prazo final para as inscrições. O regulamento está disponível no site www.prolagos.com.br.

Assim como na primeira edição, o II Prêmio Prolagos de Jornalismo Ambiental vai premiar as duas melhores reportagens nas categorias: jornalismo impresso, radiojornalismo, webjornalismo, telejornalismo, fotojornalismo, além da categoria Jornalismo Universitário, para alunos de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo. Neste ano, além de troféus serão distribuídos R$ 36 mil em prêmios. Entre as categorias profissionais a premiação em dinheiro será de R$ 4.500,00 e R$ 2.500,00, respectivamente primeiros e segundos lugares. Nesta edição, a categoria jornalismo universitário também receberá quantia em espécie no valor de R$ 1.000,00.

“O prêmio é um reconhecimento e valorização dos profissionais da imprensa da região e tem como objetivo colocar o saneamento básico na pauta, incentivando o debate sobre as boas práticas, além de contribuir para a conscientização da sociedade na busca da sustentabilidade. O poder de multiplicação da imprensa é muito grande e fundamental para construirmos uma sociedade melhor”, comentou o presidente da Prolagos, Sérgio Braga.

Durante o lançamento, os convidados participaram de uma oficina de serigrafia, tintando em papel reciclável o logotipo do prêmio e a #EuPauto, um estímulo para que os profissionais coloquem o meio ambiente em suas pautas. A atividade foi uma homenagem ao patrono da casa-museu, Carlos Scliar, que, entre seus ofícios estava o de artista gráfico.

A exposição “Pense” faz parte do projeto de educação socioambiental CaptaAção – Seu Descarte, Minha Arte, realizado pela Prolagos e a Casa Scliar para alunos do nono ano da rede pública. Além da mostra, o espaço recebeu instalações que provocam o despertar da consciência sobre os cuidados com a natureza, como uma rede de pesca com objetos plásticos recolhidos na Praia do Forte, uma peça interativa feita com material reciclado que mostra o tempo de decomposição de materiais como plástico e isopor, além de painéis com mensagens reforçando a responsabilidade de cada indivíduo na produção do próprio lixo. A exposição é aberta ao público.