Manguinhos ganha nova estação elevatória de esgoto

Postado por prolagos em 14/fev/2020 - Sem Comentários

Unidade de bombeamento está sendo construída no Porto da Barra e vai reforçar o sistema de captação a tempo seco

 

O bairro Manguinhos, em Armação dos Búzios, está recebendo importante obra de saneamento básico. A Prolagos está construindo uma nova estação elevatória de esgoto (EEE), que vai auxiliar a unidade já existente no bombeamento para a estação de tratamento e reforçar o sistema de captação a tempo seco, que recebe as contribuições que chegam pelas galerias pluviais. O local é o principal ponto de escoamento da drenagem urbana do município e a previsão é que a nova bomba entre em operação no próximo mês.

A intervenção começou nesta semana com escavação na Av. José Bento Ribeiro Dantas, na lateral da pista que segue para o Centro da cidade, onde serão assentados 300 metros de tubulação de esgoto. A interligação com a unidade em funcionamento dobrará a capacidade de bombeamento das contribuições que chegam pela rede de drenagem. Após a conclusão da obra, as duas elevatórias ficarão responsáveis por bombear as contribuições de esgoto da península até a estação, que fica no bairro São José, que tem capacidade para tratar 17 milhões de litros por dia.

Os investimentos fazem parte do Programa de Melhoria Contínua no Sistema de Esgotamento Sanitário dos cinco municípios da área de abrangência da Prolagos: Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia.

Em noite de festa, Prolagos revela vencedores do Prêmio de Jornalismo Ambiental

Postado por Ascom Prolagos em 18/dez/2019 -

Cerimônia reuniu profissionais da imprensa da Região dos Lagos. Segunda edição do concurso teve 76 trabalhos inscritos em seis categorias

A Prolagos reuniu a imprensa da Região dos Lagos para a entrega do Prêmio de Jornalismo Ambiental. Com aumento de 85% no número de trabalhos inscritos, a segunda edição do concurso registrou números expressivos: 76 inscrições, 21 universitários, 34 profissionais, 128 dias e 20 veículos de comunicação. Além de troféu, os vencedores receberam prêmio em dinheiro: R$ 4.500,00 e R$ 2.500,00, para os dois primeiros colocados das categorias profissionais, e R$ 1.000,00 para o primeiro lugar categoria Jornalismo Universitário. A cerimônia reproduziu um telejornal e a cada bloco os vencedores das categorias iam sendo anunciados.

Lorem Ipsum é simplesmente uma simulação de texto da indústria tipográfica e de impressos, e vem sendo utilizado desde o século XVI

Primeira colocada na categoria Telejornalismo, a repórter Suelen Rodrigues, da Record TV Interior RJ, abordou uma pauta pouco explorada na mídia, o sistema de distribuição. A reportagem “Caminhos das Águas”, produzida por Everaldo Cabral, esmiuçou a trajetória da água tratada, que pode levar até 70 quilômetros, distância entre a estação de tratamento até o bairro João Fernandes, no município de Armação dos Búzios. “Muitas vezes as pessoas não fazem ideia da distância que a água percorre até chegar nas casas e de que é preciso engenharia para sair água tratada nas torneiras. Levamos o primeiro lugar, mas esse prêmio é de toda a população que teve acesso ao conhecimento da importância do saneamento na vida de todos”, disse Suellen.

Acompanhando a cerimônia de entrega, a Gerente de Jornalismo da Record TV Interior RJ, Cláudia Eleonora, destacou a importância de colocar o saneamento em pauta. “Tratar de assuntos como este é muito importante para a Record TV, pois está diretamente ligado à melhoria da qualidade de vida das pessoas. Queremos levar mais conteúdo e informação, compartilhar ações positivas para que as comunidades possam interagir e trocar experiências. Oferecer mais informações para a sociedade ter consciência do seu papel, exigir melhores serviços e acompanhar o que está sendo oferecido”, pontuou a jornalista.

Salutiel Filot, Lucas Madureira, do SBT Rio, festejam, ao lado de José Carlos e a personagem Oleosa.

Lorem Ipsum é simplesmente uma simulação de texto da indústria tipográfica e de impressos, e vem sendo utilizado desde o século XVI

Personagens dos projetos sociais da Prolagos, como a mascote Prolaguito e Oleosa ajudaram a contar como foi essa segunda edição do prêmio. Oleosa, com muito humor, reforçou a importância da reciclagem do óleo de cozinha usado para a preservação da natureza e das redes de esgotamento sanitário e pluvial. E foi justamente o tema reciclagem que deu ao SBT o segundo lugar em TV. Lucas Madureira e o cinegrafista Carlos Henrique Ferreira explicaram o caminho completo da reciclagem de óleo de cozinha usado, pontuando o papel de cada indivíduo nesse ciclo sustentável. “Foram quatro grandes emissoras participando, com trabalhos jornalísticos levados a sério, o que tornou essa conquista muito especial. O SBT está de portas abertas aos assuntos que venham a contribuir com a evolução da qualidade de vida da sociedade. Esse prêmio da Prolagos estimula a gente a sair do factual e abrir espaço para pautas com viés ambiental”, disse o apresentador e editor-chefe do SBT Cidade, Salutiel Filot, que representou o jornalismo da emissora.

Lorem Ipsum é simplesmente uma simulação de texto da indústria tipográfica e de impressos, e vem sendo utilizado desde o século XVI

Na categoria Jornalismo Impresso houve dobradinha do jornal Folha dos Lagos. Primeiro lugar para Rodrigo Cabral com “A Lupa do Abastecimento”, que abordou o uso da tecnologia e da inovação no controle de perdas de água e o segundo para Tomás Baggio com a reportagem “Alquimia que Garante Qualidade”. “Desde a primeira edição foquei nas novas tecnologias que a concessionária tem aderido para fazer a gestão no saneamento. Neste ano acompanhei a implantação de um projeto inovador que a empresa consegue ver, em localidades específicas, como está o abastecimento”, comentou Rodrigo.

Lorem Ipsum é simplesmente uma simulação de texto da indústria tipográfica e de impressos, e vem sendo utilizado desde o século XVI

A categoria Radiojornalismo foi a que teve o maior número de inscrições: 14 programas sintonizados em sustentabilidade. Na frequência das séries, Ademilton Ferreira, da Rádio Litoral FM, conquistou o primeiro lugar entrevistando, em três episódios, especialistas que discutiram os benefícios do acesso a água e esgoto tratados, principalmente, na área de saúde. “Estou muito feliz por participar deste prêmio cujo tema é universal, o meio ambiente. É importante conscientizarmos a população de que todos têm que fazer a sua parte”, reforçou o radialista.

A Lagoa de Araruama foi a protagonista da reportagem que conquistou o segundo lugar. Revisitando a história, Jota Junior, da Ondas FM, mostrou as características do ecossistema e os desafios para manter a qualidade ambiental desse patrimônio natural.

Lorem Ipsum é simplesmente uma simulação de texto da indústria tipográfica e de impressos, e vem sendo utilizado desde o século XVI

“Neste ano, o Brasil sediou um dos mais importantes eventos de saneamento do mundo, o World Toilet Summit, onde foi apresentado o panorama atual do acesso da população mundial à água e esgotos tratados. E é triste constatar que em pleno século 21, mais de 1 bilhão de pessoas não tem sequer um banheiro. Por isso, precisamos manter esse assunto em pauta. A informação é o principal meio para impulsionar as mudanças e os jornalistas são o elo que une essas duas pontas:  a informação e a mudança, através da conscientização do cidadão”, diz José Carlos.

Lorem Ipsum é simplesmente uma simulação de texto da indústria tipográfica e de impressos, e vem sendo utilizado desde o século XVI

Em Fotojornalismo, as belezas naturais da Região dos Lagos ganharam as lentes dos fotógrafos, colocando no foco o resultado de cidades onde o saneamento é bem tratado, como a foto de Marcos Homem, que ficou com o primeiro lugar. “Durante duas décadas de profissão trabalhei em jornais diários no Rio de Janeiro, onde fotografei muitas coisas feias como tiroteio, mortes, brigas de camelôs com guardas municipais. Decidi que iria me dedicar a registrar somente a beleza da natureza, que se manifesta de diversas formas: pela água, planta, uma borboleta e por gente bonita, porque nós também fazemos parte da natureza. Então, fiquei muito emocionado por ganhar esse prêmio por uma decisão que tomei há 10 anos quando decidi vir morar nessa cidade. Estou orgulhoso e parabenizo os idealizadores desse grande prêmio”, comemorou Marcos.

Lorem Ipsum é simplesmente uma simulação de texto da indústria tipográfica e de impressos, e vem sendo utilizado desde o século XVI

Cor e estética também predominaram na foto de Mariana Ricci, que retratou uma das paisagens mais bonitas na região: o pôr do Sol na Lagoa de Araruama.

Na categoria Webjornalismo, a jornalista Maria Fernanda Quintela se destacou com a reportagem “Desafios do século 21 – O papel de cada um na corrente pela manutenção do maior ativo ambiental de Búzios: o Mangue de Pedras”, publicada no portal Prensa de Babel.  A apuração contou com a sabedoria do pescador Pedro José de Souza, de 81 anos. “Sempre me chamou a atenção essa vida sábia dos pescadores. É com muito orgulho que eu traduzo essas pessoas na matéria ao trazer algo tão relevante para eles como o Mangue de Pedras, que é único no mundo e está em Búzios. Foi uma forma especial de falar sobre esse assunto e também trazer a importância do mangue para a sociedade, porque os quilombolas vivem desse ecossistema”, explicou.

Lorem Ipsum é simplesmente uma simulação de texto da indústria tipográfica e de impressos, e vem sendo utilizado desde o século XVI

 E entre os 21 alunos do curso de Jornalismo da Veiga de Almeida, que produziram conteúdo alinhado à proposta do prêmio, a dupla Maria Emmanuely e Juliana Gandard conquistou a categoria Universitária, com a reportagem Pequeno Grande Vilão: Aedes aegypti. “Eu não estava esperando e quando chamaram o nosso nome não acreditei. Foi uma experiência incrível, foi a nossa primeira reportagem para valer. Saímos da nossa zona de conforto, fomos a campo apurar e valeu à pena. É uma experiencia que só tem a agregar ao nosso futuro”, comentou Juliana.

Os trabalhos foram avaliados por um corpo de jurados formado por profissionais de comunicação e saneamento: Sérgio Braga, diretor-presidente da Prolagos, José Carlos Almeida, diretor executivo da Prolagos, Gabriela Negreiros, coordenadora de Meio Ambiente da concessionária, Maristela Yule, gerente regional de comunicação da Aegea, Rosiney Bigattão, editora da Revista Aegea, e Rubens Filho, coordenador de Comunicação do Instituto Trata Brasil.

Lorem Ipsum é simplesmente uma simulação de texto da indústria tipográfica e de impressos, e vem sendo utilizado desde o século XVI

Sergio Braga fez um balanço dessa edição. “O prêmio está se consolidando, não somente pelo aumento no número de adesões, praticamente o dobro em relação ao ano passado, mas também pelo aprofundamento das pautas sobre a infraestrutura, os desafios e os benefícios do saneamento. Dessa forma, a informação vai se multiplicando, levando à maior conscientização desse serviço essencial ao bem-estar das pessoas. Além disso, esse prêmio reconhece e valoriza o trabalho sério realizado pela imprensa da região e seus veículos de comunicação”, finaliza Sergio.

Conheça os vencedores

Jornalismo Universitário

1º Lugar – Maria Emannuely e Juliana Gandard (Universidade Veiga de Almeida)

Fotojornalismo

1º lugar – Marcos Homem (Canal Papo Reto)

2º lugar – Mariana Ricci (Folha dos Lagos)

Jornalismo Impresso

1º lugar – Rodrigo Cabral (Folha dos Lagos)

2º lugar – Tomás Baggio (Folha dos Lagos)

Webjornalismo

1º lugar – Maria Fernanda Quintela (Prensa de Babel)

2º lugar – Luciano Moreira e Andrea Collet (Fonte Certa)

Radiojornalismo

1º lugar – Ademilton Ferreira (Rádio Litoral)

2º lugar – Jota Júnior (Rádio Ondas)

Telejornalismo

1º lugar – Suellen Rodrigues (Record TV)

2º lugar – Lucas Madureira (SBT Rio)

Pioneiros desenvolvem projetos para bairros e concorrem a vaga de Jovem Aprendiz

Postado por Ascom Prolagos em 23/out/2019 -

 

Autores dos três melhores trabalhos ganharão um tablet e concorrerão a Prêmio Eficiência e Tecnologia

Breno Pacheco durante apresentação do projeto

Coleta seletiva de lixo, ações de conscientização e reciclagem, aplicativos para solucionar problemas e disseminar informações, cuidados com a saúde, farmácia comunitária, ampliação da tarifa social. Estas e outras ideias foram apresentadas por jovens participantes do Pioneiros, projeto desenvolvido pela Prolagos para estudantes do ensino médio de Cabo Frio, entre 15 e 18 anos. A atividade foi o trabalho final do programa de desenvolvimento de futuros líderes, lançado neste ano pela concessionária.

Os autores dos quatro trabalhos que mais se destacarem farão parte da próxima turma de Jovem Aprendiz da empresa. Os três primeiros colocados ganharão um tablet e se credenciarão para a etapa nacional, concorrendo com representantes de outras concessionárias do grupo Aegea, holding de saneamento. Os finalistas disputarão o Prêmio Eficiência e Tecnologia da Aegea, na categoria Jovens Pioneiros, na qual concorrem estudantes de todo o país. Todos os participantes receberão diploma de conclusão durante a cerimônia de formatura, que acontecerá no próximo dia 30 de outubro.

Durante dois meses, os estudantes viveram uma imersão no saneamento e no mundo corporativo, com workshops sobre tratamento de água, esgoto, comunicação, gestão do tempo, técnicas de como falar em público, planejamento, entre outros temas e visitaram as unidades operacionais da Prolagos. A capacitação teve como objetivo preparar os jovens para entrarem no mercado de trabalho. “Foi muito gratificante vê-los se esforçando e nos surpreendendo com desenvoltura, personalidade, senso de pertencimento, apropriação dos temas, superação e empatia. Foi uma tarde de muita emoção e aprazíveis surpresas”, comentou a coordenadora de Responsabilidade Social, Francine Melo, que participou do desenvolvimento do projeto.

Os trabalhos foram avaliados por profissionais da concessionária de diversas áreas, operacionais e administrativas, que além da ideia principal, analisaram a postura, clareza, organização e a apresentação. “Fiquei impressionado com a qualidade dos trabalhos e como o dia a dia deles poderia ser modificado com o projeto que desenvolveram. Destaco, ainda, a superação, pois eles enfrentaram uma sala de reunião, o desafio de falar em público para defender suas criações. Tenho certeza de que eles sempre se recordarão desta experiência e estão mais preparados para uma entrevista de emprego, apresentar trabalhos escolares e liderar comunidades”, acrescentou o Gerente de Serviços, Marcus Vinícius Batista.

Aluno do Colégio Estadual Miguel Couto, Breno Pacheco, de 18 anos, concorda com Marcus Vinícius. “Recebi bons conselhos que levarei para toda a vida”, disse o jovem, após apresentar o projeto “Um Olhar para o Lixo”, que que propôs ações de conscientização para a população.

Amanda da Silva

Moradora do Jardim Esperança, Amanda da Silva, aluna do Ciep Hermes Barcelos, percebeu que alguns imóveis do Jardim Peró desperdiçavam água quando enchiam o reservatório por falta de boia e propôs o desenvolvimento de um programa de distribuição do equipamento, como contrapartida à doação de óleo de cozinha usado, integrando ao programa De Olho no Óleo, lançado neste ano pela concessionária. “Participar do Pioneiros foi muito importante porque trouxe muito conhecimento e novas experiências para a minha vida. Foi uma experiência incrível e inesquecível”, comentou a jovem, que sonha em ser professora de História.

Letícia Morais

Também aluna do Ciep Hermes Barcelos, Letícia Chagas de Morais focou na ampliação da utilização da água de reuso. Para a estudante, o projeto foi um divisor de águas em sua vida. “O Pioneiros me ajudou a ter uma melhor visão do meu futuro. Comecei um curso de Administração, com foco em gestão empresarial, pensando nas oportunidades que podem surgir, inclusive na Prolagos”, disse, de olho em uma das vagas de Jovem Aprendiz.

As atividades aconteceram nos meses de agosto e setembro, às terças e quintas à tarde. Todos os participantes receberam alimentação, transporte, além de mochila, caneta, caderno, squeeze. Para o próximo ano, a Prolagos pretende estender o projeto para todos os municípios da área de concessão.

Inscrições no 2º Prêmio de Jornalismo Ambiental terminam nesta quinta-feira

Postado por Ascom Prolagos em 08/out/2019 -

 

Concurso estimula reportagens sobre saneamento básico e valoriza os profissionais que atuam na área de concessão da Prolagos

Terminam nesta quinta-feira, 10 de outubro, o prazo para as inscrições no 2º Prêmio Prolagos de Jornalismo Ambiental. Com seis diferentes categorias, cinco profissionais e uma universitária, o concurso vai distribuir R$ 36 mil em prêmios entre os melhores trabalhos que destacarem a importância do saneamento básico para a sociedade.

As melhores reportagens serão conhecidas em novembro, durante a cerimônia de premiação em data a ser divulgada. Além de troféus, os primeiros colocados receberão R$ 4.500,00 e os segundos lugares, R$ 2.500,00. O trabalho que mais se destacar na categoria Jornalismo Universitário ganhará R$ 1.000,00 e troféu. O regulamento está disponível no site www.prolagos.com.br.

O prêmio tem como objetivo levar o saneamento básico para as redações, estimulando a produção de reportagens para levar mais informação sobre o tema aos moradores da região. “O saneamento está diretamente ligado ao desenvolvimento, saúde e qualidade de vida, ou seja, a nossa vida como um todo. É um tema de grande relevância e que merece permanecer na pauta”, reforça o diretor executivo da Prolagos, José Carlos Almeida, um dos entusiastas do Prêmio.

Para reconhecer e valorizar o trabalho dos profissionais que atuam na região, podem participar do 2º Prêmio de Jornalismo Ambiental trabalhos publicados em veículos que circulem na área de concessão da Prolagos: Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia, nas categorias: radiojornalismo, impresso, web, televisão, fotojornalismo, além de jornalismo universitário.

 

Inscrições para o 2º Prêmio Prolagos de Jornalismo Ambiental são prorrogadas

Postado por Ascom Prolagos em 01/out/2019 -

 

Concurso distribui R$ 36 mil em prêmios divididos em seis categorias: impresso, TV, rádio, fotografia, web e universitário

A Prolagos estendeu o prazo para as inscrições na segunda edição do Prêmio de Jornalismo Ambiental. Os profissionais da imprensa e universitários têm até o dia 10 de outubro para publicarem as reportagens e encaminharem a documentação para o e-mail premio.jornalismo@prolagos.com.br. Inicialmente a data limite era 30 de setembro. O Prêmio Prolagos de Jornalismo Ambiental tem como objetivo estimular a produção de reportagens sobre o saneamento e valorizar os profissionais que atuam nas cinco cidades da área de cobertura da concessionária.

A prorrogação amplia as chances de participação dos jornalistas nas cinco categorias que compõem o Prêmio: Impresso, TV, Rádio, Fotografia e Web. “Percebemos que o saneamento está, definitivamente, entrando na pauta da imprensa da Região dos Lagos, contribuindo para que a população conheça a sua importância e a relação direta com a saúde e o desenvolvimento. Para que o tema esteja no radar dos futuros profissionais, contamos com a categoria Jornalismo Universitário, estimulando a produção dos estudantes ainda em formação”, comenta Yolanda Carnevale, Coordenadora de Comunicação da Prolagos.

Além de troféus, concurso vai distribuir R$ 36 mil em prêmios em dinheiro. Os dois primeiros lugares nas categorias profissionais receberão, respectivamente, R$ 4.500 e R$ 2.500. Na categoria Jornalismo Universitário o primeiro colocado ganhará R$ 1.000. As melhores produções serão conhecidas em novembro, durante a cerimônia de premiação em data a ser divulgada. O regulamento está disponível no site www.prolagos.com.br.

Na primeira edição o vencedor na categoria Jornalismo Universitário foi o aluno de Comunicação Social na Universidade Veiga de Almeida, Rodrigo Marinho, com a matéria “Balneabilidade da Lagoa de Araruama: uma riqueza natural que atrai turistas, sustenta famílias e merece atenção”, publicada na Agência Experimental de Comunicação. O fotógrafo Thiago Freitas conquistou o primeiro lugar em fotojornalismo com a foto “Milagre dos Peixes. Na categoria radiojornalismo, o primeiro lugar ficou com Eduander Silva, da Rádio Cabo Frio, com a matéria “Reúso da água – consciência ambiental”. Em telejornalismo, Renata Igrejas ficou com a primeira colocação com “Tainha: Pesca com Tecnologia”, veiculada na Intertv. O jornalista Luciano Moreira levou o troféu na categoria webjornalismo com a reportagem Morte e Vida Hipersalina, publicada no portal Fonte Certa. No jornalismo impresso, Célio Pimentel, do jornal Hora Certa, levou o primeiro lugar com a matéria “Os impactos dos avanços dos serviços de água e esgoto no desenvolvimento urbano sustentável”.

Gincana De Olho no Óleo em São Pedro da Aldeia é prorrogada

Postado por Ascom Prolagos em 11/set/2019 -

 

Recolhimento e contagem do resíduo será no dia 18 de outubro. Turma vencedora ganhará viagem-passeio ao Museu do Amanhã, no Rio

As turmas das escolas municipais de São Pedro da Aldeia que estão participando da Gincana De Olho no Óleo promovida pela Prolagos ganharam prazo extra para coletarem óleo de cozinha usado. O recolhimento e contagem do resíduo que seria nesta sexta-feira, 13 de setembro, passou para 18 de outubro e a divulgação dos vencedores será no dia 23 de outubro, em cerimônia realizada na instituição de ensino da turma campeã.

O encerramento contará com a apresentação do espetáculo teatral “Prenúncio”, que destaca a responsabilidade de cada indivíduo no cuidado com o planeta. A turma vencedora ganhará uma visita ao Museu do Amanhã, na zona Portuária do Rio de Janeiro, em data a ser definida. Participam do concurso as escolas municipais Antônio Vaz, no Recanto do Sol, Capitão Costa, na Cruz, Dulcinda Jotta Mendes, no bairro São João, Profª Maria da Glória Santos Motta, na Praia Linda, Paineira, no Balneário, e Retiro, localizada em bairro de mesmo nome.

A Gincana de Olho no Óleo é um desdobramento do programa homônimo lançado pela concessionária em junho deste ano, com o objetivo de orientar a população a fazer a correta coleta do óleo de cozinha usado. O concurso visa educar crianças e familiares sobre os danos que o produto causa quando é despejado incorretamente na rede pública, como entupimentos da tubulação e atração de pragas que podem causar doenças.

Nas últimas semanas, a Prolagos promoveu oficina de sabão a partir do óleo usado nas escolas participantes. A atividade foi ministrada pelo responsável pela ONG Reciclóleo, parceira da empresa no programa e responsável pela correta destinação, como produção de sabão e biodiesel. “Os jovens são o futuro do país e nada melhor do que estimulá-los a serem mais conscientes. Gostei de ver a empolgação deles com a produção de sabão, que leva apenas óleo usado, água e soda cáustica. É simples, fácil e sustentável”, reforçou Marco Campos, o Macarrão.

O óleo descartado nos ralos, pias e vasos sanitários tem efeito devastador para as redes públicas e meio ambiente. O resíduo provoca entupimento, causando extravasamentos em vias e refluxo nos imóveis, além de contaminar praias, lagoas e o solo. Para descartar corretamente, basta colocar o óleo usado em garrafas plásticas e deixar em uma das seis lojas de atendimento da Prolagos.

Alunos da EM Antônio Vaz mostram parte do óleo que já foi coletado

Alunos de São Pedro da Aldeia participam de oficina de sabão com óleo de cozinha usado

Postado por Ascom Prolagos em 04/set/2019 -

 

Iniciativa faz parte da Gincana De Olho no Óleo, que tem como objetivo estimular o descarte correto do resíduo

Estudantes do sétimo ano das escolas municipais Capitão Costa, Antônio Vaz e Dulcina Jotta Mendes, de São Pedro da Aldeia, aprenderam nesta quarta-feira a dar uma finalidade sustentável ao óleo de cozinha usado. Em uma ação em parceria entre a Prolagos, ONG Reciclóleo e secretaria municipal de Educação, os alunos viram como o resíduo, que pode ser extremamente prejudicial ao meio ambiente, se transforma em sabão em poucos minutos.

A atividade faz parte da Gincana De Olho no Óleo lançada pela concessionária entre alunos do 4º ao 9º ano do ensino fundamental da rede municipal das cidades de Cabo Frio e São Pedro da Aldeia. As turmas de cada cidade que coletarem maior quantidade de litros de óleo ganharão uma visita-passeio ao Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro. A coleta segue até o próximo dia 12 e a divulgação das escolas vencedoras será no dia 13 de setembro. A gincana é um desdobramento do programa homônimo lançado pela Prolagos em junho, que transformou as lojas de atendimento em postos de coleta.

Além de impulsionar o concurso, a iniciativa teve como objetivo contribuir na formação de cidadãos mais conscientes e engajados ambientalmente. “Envolver os alunos em atividades com esta oficina é fundamental para que eles vejam que podem fazer parte da solução de um problema que é extremamente prejudicial para os nossos recursos naturais. Os alunos são multiplicadores de informações e sabemos que eles levam o que aprendem na escola para os familiares e, com isso, é possível termos resultados excelentes na transformação da sociedade”, comentou Priscila Marques, professora de Ciências da Escola Municipalizada Capitão Costa, no bairro Cruz.

A oficina foi ministrada pelo responsável pela Reciclóleo, Marco Campos, o Macarrão, que recolhe óleo usado em hotéis, pousadas e restaurantes, e é o responsável pela correta destinação, como produção de sabão e biodiesel. “É um prazer fazer esta oficina com os estudantes, pois os jovens são o futuro do país, e nada melhor do que estimulá-los a serem mais conscientes. Gostei de ver a empolgação deles com a produção de sabão, que leva apenas óleo usado, água e soda cáustica. É simples, fácil e sustentável”, explicou.

Com um olho no óleo e outro na visita ao Museu do Amanhã, a diretora da escola Antônio Vaz, Denise Alves da Cunha, além de envolver toda a comunidade escolar com a coleta do material, também mobilizou parceiros para contribuírem com os alunos. “Estamos muito animados, pedindo doação aos vizinhos, donos de restaurantes, amigos. As turmas estão coletando e a que juntar a maior quantidade vai receber esse material que o corpo técnico está trazendo. Pretendemos continuar este trabalho mesmo após a gincana, pois já sabemos onde entregar todo o material e evitar a contaminação do meio ambiente”, disse.

O Programa de Olho no Óleo tem como objetivo orientar a população para que faça o uso correto da rede pública, pois descarte nos ralos e pias provoca entupimento, causando extravasamentos em vias e refluxo nos imóveis. Além disso, o resíduo pode interferir no processo de tratamento de esgoto nas estações, além de contaminar praias, lagoas e o solo. Para evitar a contaminação, basta colocar o óleo usado em garrafas plásticas e deixar em uma das seis lojas de atendimento da Prolagos.

A turma 700 da EM Antônio Vaz mostra parte do óleo que já foi coletado

Prolagos promove gincana sustentável entre participantes do Sabores de Cabo Frio

Postado por Ascom Prolagos em 02/set/2019 -

 

Concurso “De Olho no Óleo” vai premiar funcionários dos restaurantes que descartarem corretamente o óleo usado nos preparos

A Prolagos adiciona ingrediente extra a quinta edição do Festival Sabores de Cabo Frio e estimula os restaurantes a desenvolverem rotina mais sustentável no descarte de óleo usado. Por meio da gincana “De Olho no Óleo”, os funcionários das cozinhas serão incentivados a acumular o resíduo em garrafas plásticas, evitando o lançamento irregular pelos ralos e pias, o que provoca extravasamentos, entupimento nas redes públicas e impactam o sistema de esgotamento sanitário.

Todos os restaurantes participantes do festival estão automaticamente inscritos na gincana e os interessados têm até o dia 6 de setembro para entrar em contato com o setor de Responsabilidade Social (social.prl@prolagos.com.br) e indicar o responsável por acompanhar o recolhimento do material. Será contabilizado apenas o resíduo produzido durante o festival, entre 6 de setembro a 6 de outubro. O restaurante que coletar a maior quantidade será campeão e os integrantes da cozinha serão premiados.

Coletor também está disponível em todas as lojas de atendimento

O concurso é uma ação homônima ao programa lançado pela concessionária neste ano com objetivo de chamar atenção ao uso correto da rede pública. “Aproveitamos este importante momento para os restaurantes de Cabo Frio para promover uma reflexão entre os profissionais que trabalham nas cozinhas. Às vezes, por não saberem o prejuízo que o óleo provoca, algumas pessoas ainda jogam o resíduo pela pia. Desde junho, disponibilizamos coletores em nossas lojas de atendimento para que todos possam fazer o descarte corretamente”, explica o diretor executivo da Prolagos, José Carlos Almeida.

Em contato com o meio ambiente, o óleo tem efeito devastador: um litro de óleo de cozinha usado pode poluir cerca de um milhão de litros de água, contaminar praias, lagoas e o solo. “Este ano a Prolagos faz a diferença com um projeto sustentável, que eleva o sucesso do evento Sabores de Cabo Frio. Essa prática deve ser ampliada e seguida por todos, pois é fundamental para nossa cidade e nossos territórios turísticos”, diz Maria Inês Oliveros, organizadora do evento.

O programa De Olho no Óleo conta com a parceria da ONG Reciclóleo, responsável pela coleta do resíduo e sua correta destinação, como a venda para a produção de biodiesel e fabricação de sabão.  Parte do valor é destinado para a aquisição de material esportivo para projetos sociais. Com o objetivo de impulsionar a coleta e contribuir na formação de cidadãos mais conscientes, a concessionária também está promovendo a gincana sustentável entre estudantes da rede municipal das cidades de Cabo Frio e São Pedro da Aldeia. A atividade é destinada a alunos do 4º ao 9º ano do ensino fundamental e as turmas de cada cidade que coletarem maior quantidade de litros de óleo ganharão uma visita-passeio ao Museu do Amanhã no Rio de Janeiro.

A edição 2019 do Festival Sabores de Cabo Frio conta com a participação de mais 60 estabelecimentos gastronômicos e tem como inspiração a Bossa Nova e os pratos exclusivos oferecidos ao público serão elaborados a partir do tema “Cores, Sons e Sabores”. Os chefs terão o desafio de preparar pratos que mostrem um pouco das características que inspiraram Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli a compor o clássico da Bossa Nova “O Barquinho”, em 1961, quando navegavam por Cabo Frio. Os pratos principais custarão R$24, entradas e petiscos R$18 e as sobremesas R$15.

Prolagos esclarece contrato de concessão em audiência pública e reafirma compromisso com saneamento em Arraial do Cabo

Postado por Ascom Prolagos em 19/jul/2019 -

Investimentos em água e esgoto, como obras de melhorias operacionais e extensão de redes também foram apresentados

Os serviços públicos de água e esgoto operados pela Prolagos em Arraial do Cabo e as cláusulas previstas no contrato de concessão foram esclarecidas na noite desta quinta-feira (18) pelo presidente da concessionária, Sérgio Braga, em audiência pública. Os investimentos realizados nos últimos anos, como a recuperação do sistema de esgotamento, obras e melhorias operacionais também ganharam destaque.

Sérgio Braga, presidente

Desde que assumiu os serviços de esgotamento sanitário, em junho de 2016, a concessionária vem trabalhando na recuperação de todo o sistema, que até então era operado pelo município e estava sucateado. A estação de tratamento foi completamente reformada, elevatórias revitalizadas e novas redes coletoras de esgoto vêm sendo implantadas, como o cinturão da Praia dos Anjos. Esses equipamentos fazem parte do modelo coleta em tempo seco, adotado por todos os municípios no início dos anos 2000 e que também passou a vigorar em Arraial do Cabo quando o município concedeu os serviços.

O modelo, como destacou Braga, exige a atuação efetiva de todos os entes envolvidos como prefeituras, concessionária, agência reguladora e órgãos ambientais. “O sistema de esgotamento adotado na região exige a participação de diversas entidades. A falta de atuação de uma das partes afeta diretamente o resultado final. Sabemos das dificuldades dos municípios e, por isso, a empresa não se furta em ajudar as prefeituras com a cessão de equipamentos e auxílio na limpeza na rede de drenagem. No entanto, é fundamental que cada um faça a sua parte”, reforçou.

A tomada em tempo seco foi adotada em benefício ao meio ambiente para antecipar os investimentos e beneficiar diretamente o meio ambiente, especialmente a Lagoa de Araruama, que até então recebia esgoto in natura e passava por processo de eutrofização. Para custear os investimentos como a construção de redes interceptoras, elevatórias, estação de tratamento foi definida uma tarifa única. “Esta foi uma solução coletiva em benefício ao meio ambiente. Não há taxa de esgoto, além de custear os serviços de distribuição de água tratada, a tarifa contempla os investimentos realizados para captar e tratar o esgoto. É importante ressaltar que são os municípios que definem esses investimentos e a política tarifária, à concessionária cabe realizar as obras e operar os sistemas. Todo esse processo é acompanhado e fiscalizado pela agência reguladora”, acrescentou Sérgio Braga.

Em complemento ao modelo atual, a Prolagos apresentou aos poderes concedentes projeto para a implantação de rede separativa de esgoto em todos os municípios da concessão, o que representa o assentamento de dois mil quilômetros de tubulação e investimento de cerca de R$ 1 bilhão.

Audiência aconteceu na quadra da escola Francisco Porto de Aguiar

Sistema de esgotamento sanitário de Arraial do Cabo recebe melhorias

Postado por Ascom Prolagos em 08/jul/2019 -

Prolagos investe na aquisição de novos equipamentos para as estações e ampliação da rede coletora

Cinturão da Praia dos Anjos

 Modernização da estação de tratamento, revitalização das elevatórias, recuperação e ampliação da rede coletora de esgoto. Estes são alguns investimentos realizados pela Prolagos em Arraial do Cabo, onde a concessionária assumiu os serviços de esgotamento sanitário há três anos. Durante este período, a empresa vem investindo na melhoria progressiva no sistema de esgoto, que estava completamente sucateado.

Para captar o esgoto que sai dos imóveis, as redes estão sendo recuperadas e, em alguns pontos, interligadas ao sistema. Na Praia dos Anjos, a concessionária está implantando 2,3 quilômetros de rede coletora, 72 poços de visita e 22 novos pontos de captação em tempo seco para coletar o esgoto que vem de diversas partes da cidade, por meio da rede de drenagem pluvial. As intervenções acontecem na Avenida da Liberdade, onde o canal de drenagem que deságua na praia está sendo blindado com um cinturão, e nas ruas Américo Vespúcio e Antônio Sousa Teixeira.

As estações elevatórias, responsáveis pelo bombeamento de esgoto até a chegada à estação de tratamento, foram completamente reformuladas. Além da manutenção da parte estrutural e modernização visual, com aplicação da nova identidade da concessionária, as elevatórias receberam melhorias operacionais. Foram instaladas novas bombas reservas em todas as unidades, que também receberam novos barriletes, conjunto hidráulico formado por tubulações, conexões e registros responsáveis pelo fluxo do esgoto. Além de aumentarem a eficiência, esses investimentos garantem maior segurança na operação.

As estações elevatórias, que bombeiam o esgoto até o tratamento, passaram por reformas

A Estação de Tratamento de Esgoto está passando por processo de revitalização e a estrutura física já recebeu a nova identidade visual. Na parte operacional foi trocada a ponte raspadora do decantador, fase em que há a separação do efluente tratado da parte sólida. O equipamento é responsável por arrastar as partículas sedimentadas no fundo do decantador direcionando-as para o duto de descarga central, onde este lodo é removido através de bombeamento. Parte da massa orgânica retorna aos reatores biológicos para manter o controle e o equilíbrio do processo de tratamento e o restante é desidratado e encaminhado ao aterro sanitário.

Decantador da estação de tratamento recebeu nova ponte rotatória

Em complemento ao atual sistema, a Prolagos fez estudo para a ampliação da rede separadora de esgoto em Arraial do Cabo. “Desde que assumimos os serviços de esgotamento sanitário em Arraial do Cabo não medimos esforços para recuperar e melhorar todo o sistema. Em breve entregaremos a obra do cinturão da Praia dos Anjos, que é uma reivindicação dos moradores há mais de 20 anos e que já está se tornando realidade”, finaliza o presidente da Prolagos, Sérgio Braga.