Centro de Controle Operacional monitora sistemas de água e esgoto durante 24 horas

Postado por prolagos em 14/set/2020 - Sem Comentários

Unidade na Região dos Lagos é uma das mais modernas no setor de saneamento disponível no país

 

Milhares de informações, 10 grandes telas, atualização em tempo real, acompanhamento dos sistemas de captação, tratamento e distribuição de água, captação e tratamento de esgoto, monitoramento das áreas operacionais e funcionamento em período integral. Assim é o Centro de Controle Operacional (CCO) da Prolagos, instalado na sede em São Pedro da Aldeia, um dos mais avançados no setor de saneamento disponível no país.

A unidade dispõe de softwares e sistemas automatizados para analisar dados em tempo real e históricos de parâmetros operacionais das redes como vazão, pressão, consumo de energia e níveis de reservatórios. Técnicas de inteligência artificial possibilitam identificar alteração de pressão em um determinado ponto estratégico da rede de abastecimento de água, e tomar decisões de maneira autônoma para melhorias neste sistema.

As informações operacionais são combinadas a variáveis externas como fluxo de veículos nas rodovias que atendem a região, condições meteorológicas, sazonalidade, período das avaliações e tendências do consumo esperado. Assim, a concessionária tem informações que ajudam a prever o aumento da demanda para ajustar a operação.

Para estimar a população flutuante que visita a Região dos Lagos durante a alta temporada e tomar melhores ações estratégicas para o abastecimento de água, a Prolagos conta com um sistema de contagem de veículos, que calcula a entrada e saída de pessoas. Para isso, foram instalados sensores em pontos de entrada e saída dos municípios atendidos pela concessionária (Iguaba Grande, São Pedro da Aldeia, Cabo Frio, Arraial do Cabo e Armação dos Búzios). O programa inteligente calcula o número de pessoas a partir do tamanho do veículo. O sistema é fundamental para atender os municípios da Região dos Lagos, que durante a alta temporada recebem um grande número de turistas, registrando uma população flutuante quatro vezes maior do que a fixa.

O CCO monitora e analisa aproximadamente duas mil variáveis com a aplicação de técnicas de inteligência artificial e IoT (Internet das Coisas), análise inteligente de dados e mecanismos de aprendizado artificial (machine learning), permitindo a análise preditiva, ou seja, a análise antecipada do que pode vir a acontecer em uma situação específica, o que contribui para a tomada de decisão cada vez mais assertiva, aumentando a eficácia do serviço prestado. O uso da análise preditiva é uma importante ferramenta de observação dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário, implantado pela Prolagos para beneficiar os municípios atendidos.

CCO Remoto na casa do operador

Durante a pandemia, a concessionária montou unidades de supervisão na casa dos operadores, e inaugurou o CCO Remoto, medida protetiva aos colaboradores considerados do grupo de risco para a Covid-19.  Contando com o apoio da área de TI, o suporte de uma conexão criptografada segura (VPN = Virtual Private Network) e internet de fibra ótica, foi possível instalar o CCO Remoto na casa dos operadores, de onde eles acessam todos os programas de controle e comando dos sistemas de água e esgoto. O funcionamento permanece 24 horas e foi feito um planejamento preventivo caso tenha qualquer dificuldade. “Disponibilizamos notebooks, monitores, internet de alta velocidade para que eles possam realizar essa operação da melhor forma. Também planejamos backups e pessoas de sobreaviso. Caso ocorra algum problema de comunicação, outras pessoas podem assumir a operação, também de suas casas, sem precisar se deslocar até o local de trabalho”, explicou o coordenador operacional Victor Barreto.

Prefeito Renatinho Vianna acompanha obra no Parque da Prainha

Postado por prolagos em 15/jun/2020 - Sem Comentários

Concessionária implanta rede coletora no entorno do lago artificial, ampliando a cobertura de captação de esgoto em tempo seco em Arraial

 

O prefeito de Arraial do Cabo, Renatinho Vianna, visitou a obra de implantação da rede coletora de esgoto no entorno do lago do Parque Público Prefeito Hermes Barcelos, na Prainha, na manhã desta segunda-feira. Acompanhado do diretor executivo da Prolagos, José Carlos Almeida, do Gerente de Operações de Esgoto, Mário Márcio Gonçalves, e pelo Coordenador de Engenharia, Adibe Santos, o prefeito conheceu detalhes do projeto que amplia a cobertura de captação de esgoto em tempo seco em Arraial do Cabo.

José Carlos Almeida, Adibe Santos, Renatinho Vianna e Mário Márcio Gonçalves no Parque Público Prefeito Hermes Barcelos, na Prainha

Iniciada há cerca de duas semanas, a primeira fase ficou concentrada em uma área coberta por paralelepípedo, próximo à entrada do Parque Público, na Rua José Pinto de Macedo. No local foram construídas cinco captações que já estão interligadas ao sistema e em operação. “Com essas novas captações, estamos coletando e levando para tratamento 90% das contribuições de matéria orgânica que chegam nesta região. Esta obra não estava prevista nas nossas metas contratuais, mas foi um pedido do prefeito Renatinho Viana, que estamos atendendo e que reforça o nosso compromisso com o município de Arraial do Cabo”, reforçou o diretor executivo, José Carlos Almeida.

Nova rede vai captar em tempo seco as contribuições que chegam pela rede de drenagem pluvial e encaminhar para a estação de tratamento

Eliesio Machado

O projeto prevê o assentamento de 550 metros de tubulação no entorno da lagoa artificial, que faz parte do sistema de drenagem do município. A nova rede vai evitar o lançamento de esgoto no lago pelas galerias pluviais em tempo seco. Em dias com chuva, o sistema permanece em operação bombeando para a estação de tratamento e o excedente irá para o lago, evitando o alagamento das ruas. “A expectativa é grande, pois o lago sempre extravasava em dias de chuva e com essa obra deve aliviar bastante”, comentou o agente de combate a endemias Eliesio Machado, que há 20 anos trabalha na Divisão de Controle de Vetores, localizado no Parque Público Municipal.

Toda atividade está sendo executada no interior do parque, sem impacto direto na circulação de veículos ou moradores, pois não será preciso bloquear ruas. As atividades acontecem por etapas e as valas são fechadas logo após o assentamento do tubo. A previsão é que todo o trabalho seja concluído até o fim de agosto. “Esta é uma reivindicação antiga dos moradores da Prainha e, como cabista, é um prazer estar como prefeito neste momento em que a população recebe esta importante obra. Agradeço a parceria da Prolagos por atender este pedido e dou os parabéns aos moradores de Arraial por esta conquista”, disse o prefeito Renatinho Vianna.

Além de Arraial do Cabo, a Prolagos, concessionária do grupo Aegea, é responsável pelo tratamento e distribuição de água e captação e tratamento de esgoto dos municípios de Armação dos Búzios, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia. Após a conclusão dos trabalhos, a nova rede se somará a estrutura de esgotamento sanitário composto por mais de 80 elevatórias, sete estações de tratamento, que têm capacidade para tratar 97 milhões de litros de esgoto por dia.

Ao lado dos engenheiros Mário Márcio Gonçalves e Adibe Santos, o diretor executivo José Carlos Almeida acompanha a obra de perto

Rede de esgoto na Ponta do Ambrósio entra em operação

Postado por prolagos em 25/maio/2020 - Sem Comentários

Sistema recém implantado em bairro aldeense aumenta proteção à Lagoa de Araruama

 

A nova rede de esgotamento sanitário implantada no bairro Ponta do Ambrósio, em São Pedro da Aldeia, já está integrada ao sistema principal operado pela Prolagos e em funcionamento. A obra, que beneficia aproximadamente cinco mil pessoas, contribui diretamente na melhoria da qualidade ambiental da Lagoa de Araruama, por evitar que os imóveis lancem esgoto in natura ao ecossistema.

Foram instaladas aproximadamente 2.300 metros de rede coletora de esgoto, com diâmetros entre 150mm e 400mm, 49 poços de visita (PV), local de acesso à rede subterrânea para vistoria, e 16 caixas de coleta em tempo seco, nas ruas Antônio Araújo Mendonça, no Vinhateiro, Manoel Vitorino Carriço e Rua Antônio Luiz de Araújo, na Ponta do Ambrósio, onde foi construída uma nova estação elevatória, responsável por bombear todo material coletado na localidade. A nova rede foi interligada à elevatória já existente na Antiga Estrada São Pedro – Cabo Frio, de onde o esgoto seguirá até a estação de tratamento.

Estação elevatória da Ponta do Ambrósio

Para não impactar a rotina dos moradores e do comércio, a intervenção foi feita por trechos, com o fechamento das valas logo após o assentamento dos tubos. A recomposição asfáltica na área trabalhada foi executada após a implantação de toda a rede. Com a conclusão da fase estrutural, a nova estação elevatória recebeu equipamentos de telemetria e passou a ser monitorada e operada do Centro de Controle Operacional, na sede da concessionária. “Este importante investimento aumenta a área de cobertura do sistema de esgotamento sanitário da área de concessão e reforça o compromisso da Prolagos com os municípios atendidos. Neste período desafiador para toda a sociedade, continuamos trabalhando para manter os nossos serviços de água e esgoto e, ainda, executar melhorias e ampliação dos sistemas”, comentou Sérgio Braga, diretor-presidente.

Além de São Pedro da Aldeia, a Prolagos é responsável pelos sistemas de água e esgoto nos municípios de Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio e Iguaba Grande. A nova rede soma à estrutura de esgotamento sanitário composto por mais de 80 elevatórias, sete estações de tratamento, que têm capacidade para tratar 97 milhões de litros de esgoto por dia.

Prolagos cria Centro de Controle Operacional remoto durante a pandemia

Postado por prolagos em 05/maio/2020 - Sem Comentários

Unidade responsável por monitorar 24h os sistemas de água e esgoto agora pode ser acessada da casa dos operadores

 

Há 12 anos operando o Centro de Controle Operacional da Prolagos (CCO) e 21 anos na empresa, Edison Siqueira jamais imaginou que um dia tivesse o CCO instalado na própria casa. Aos 60 anos, faixa considerada no grupo de risco do novo coronavírus, o colaborador foi afastado das funções assim que a pandemia chegou ao Brasil, conforme orientação do Ministério da Saúde. A medida protetiva, no entanto, gerou desconforto ao colaborador, que não aguentava mais ficar longe do monitoramento e da operação dos sistemas de água e esgoto, que o acompanham há tanto tempo.

Edison Siqueira opera o CCO desde 2008

Com o isolamento social ainda em vigor e sem poder ir até o CCO, instalado na sede da concessionária em São Pedro da Aldeia, a unidade foi até ‘Seu Edison’, como é carinhosamente chamado por todos na companhia. “No início foi muito angustiante, pois estava voltando de férias, mas não pude retomar as atividades. Para mim, foi uma benção ter a oportunidade de trabalhar de casa, pois já estava aflito em ficar parado este tempo todo. Os nossos serviços não podem parar, tenho saúde para continuar fazendo o meu trabalho e espero que dê tudo certo e que isso acabe o mais rápido possível”, completou se referindo à pandemia.

O CCO é uma unidade de supervisão e controle de todo o sistema de abastecimento de água e captação e tratamento de esgoto nos municípios da área de concessão. Em tempo real, os operadores acompanham os serviços de produção, armazenamento e distribuição de água, recalque dos esgotos, através das estações elevatórias, a programação dos serviços nas redes, instalações e equipamentos e contribui para monitorar a segurança patrimonial das unidades.

Além dos operadores, que atuam em sistema de plantão, o centro de controle conta ainda com postos de trabalho ocupados pelos responsáveis por diversas áreas operacionais, como distribuição de água, captação de esgoto, eletromecânica, perdas e energia. A atuação conjunta da equipe multidisciplinar reduz o tempo na tomada de decisão em caso de qualquer demanda. “Antes estávamos todos no mesmo ambiente e sinto muita falta dessa interação com os colegas de trabalho, mas graças a tecnologia, continuamos em contato por telefone ou WhatsApp”, acrescentou seu Edson.

Contando com o apoio da área de TI, o suporte de uma conexão criptografada segura (VPN = Virtual Private Network) e internet de fibra ótica, foi possível instalar o CCO Remoto na casa dos operadores, de onde eles acessam todos os programas de controle e comando dos sistemas de água e esgoto. O funcionamento permanece 24 horas e foi feito um planejamento preventivo caso tenha qualquer dificuldade. “Disponibilizamos notebooks, monitores, internet de alta velocidade para que eles possam realizar essa operação da melhor forma. Também planejamos backups e pessoas de sobreaviso. Caso ocorra algum problema de comunicação, outras pessoas podem assumir a operação, também de suas casas, sem precisar se deslocar até o local de trabalho”, explicou o coordenador operacional Victor Barreto.

O CCO Remoto se soma a outras iniciativas da Prolagos no enfrentamento à Covid-19. Os colaboradores que estão em home office receberam suporte tecnológico para realização de videoconferência e teleconferência, além de notebooks com acesso remoto RDP (Remote Desktop Protocol) e, em alguns casos, apoio mobiliário. As equipes operacionais têm a temperatura medida todos os dias no início e no final do expediente, recebem kits com álcool em gel e máscaras para exercerem suas funções e estão recebendo atendimento preventivo sobre o estado de saúde. Diariamente mensagens são enviadas por WhatsApp para que todos respondam perguntas sobre temperatura ou a presença de um dos sintomas da doença. Dessa forma sistemática, a empresa poderá apoiar o colaborador caso necessário.

 

O Centro de Controle Operacional da Prolagos é um dos mais modernos do país no segmento de saneamento

Sistema de esgotamento sanitário da Região dos Lagos recebe melhorias

Postado por prolagos em 28/abr/2020 - Sem Comentários

Prolagos investe na reforma de unidades, ampliação de rede coletora e em manutenções preventivas

 Ampliação da rede coletora de esgoto, melhorias operacionais, reformas e trocas de equipamentos nas estações de tratamento e no sistema de captação. Essas são algumas ações desenvolvidas pela Prolagos ao longo de abril com foco no aperfeiçoamento no sistema de esgotamento sanitário nos municípios da área de concessão: Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia. Saindo dos imóveis, passando pela rede coletora, unidades de bombeamento até chegar às estações de tratamento, o esgoto percorre um grande caminho até retornar ao meio ambiente dentro dos padrões estabelecidos pelas autoridades ambientais, fechando o ciclo a água.

Em Búzios, próximo à Praia da Armação, foram assentados 40 metros de rede coletora de esgoto na Avenida José Bento Ribeiro Dantas, no trecho a partir da esquina com a Travessa Santana, no bairro Village de Búzios. Após a finalização dos serviços que amplia a cobertura na parte central, os imóveis foram interligados ao sistema, garantindo a máxima eficiência da obra. O esgoto coletado nos imóveis nesta localidade seguirá por uma tubulação exclusiva até a estação de tratamento, no bairro São José, passando por um sistema de bombeamento, que inicia pela Estação Elevatória dos Ossos. O balneário conta ainda com o sistema separador absoluto nos bairros Centro, João Fernandes, Geribá e Manguinhos, onde recentemente foi inaugurada uma nova estação elevatória, a Porto da Barra 2. Ainda em Búzios, a elevatória Bambuzal recebeu novos tubos guias.

Responsáveis por levar as contribuições até o tratamento, as redes sempre tiveram atenção especial e passam por limpezas preventivas rotineiramente. Além disso, recentemente, a empresa iniciou a troca dos tampões dos poços de visita das redes coletoras de esgoto que apresentam algum dano. O bom estado destas peças evita a entrada de objetos sólidos nas tubulações, o que pode provocar entupimento. A medida garante ainda a segurança dos pedestres e veículos que passem sobre eles.

As estações de tratamento também receberam melhorias. Em Cabo Frio, o adensador do lodo foi reformado e em São Pedro da Aldeia, a estruturação na área que recebe os resíduos que chegam pelos caminhões limpa fossa aumentou a retenção de areia antes do início do tratamento preliminar, contribuindo para a preservação dos equipamentos e das tubulações que fazem parte do processo de tratamento.

A unidade teve ampliada a capacidade do sistema de desidratação do lodo resultante do tratamento e ganhou uma nova centrífuga, equipamento responsável por esta fase. A estação de Búzios recebeu a mesma intervenção. “Esta etapa é fundamental para garantir a eficiência de todo o tratamento. Enquanto parte da massa orgânica retorna aos reatores biológicos para manter o controle e o equilíbrio do sistema, o restante é desidratado pela centrífuga e encaminhado ao aterro sanitário”, explica o gerente operacional Mário Gonçalves.

As ações fazem parte do Programa de Melhoria Contínua no Sistema de Esgotamento Sanitário dos cinco municípios da área de abrangência da Prolagos. Para tratar o esgoto da região, a concessionária possui sete Estações de Tratamento, com capacidade total para tratar 97 milhões de litros por dia.

Manguinhos ganha nova estação elevatória de esgoto

Postado por prolagos em 14/fev/2020 - Sem Comentários

Unidade de bombeamento está sendo construída no Porto da Barra e vai reforçar o sistema de captação a tempo seco

 

O bairro Manguinhos, em Armação dos Búzios, está recebendo importante obra de saneamento básico. A Prolagos está construindo uma nova estação elevatória de esgoto (EEE), que vai auxiliar a unidade já existente no bombeamento para a estação de tratamento e reforçar o sistema de captação a tempo seco, que recebe as contribuições que chegam pelas galerias pluviais. O local é o principal ponto de escoamento da drenagem urbana do município e a previsão é que a nova bomba entre em operação no próximo mês.

A intervenção começou nesta semana com escavação na Av. José Bento Ribeiro Dantas, na lateral da pista que segue para o Centro da cidade, onde serão assentados 300 metros de tubulação de esgoto. A interligação com a unidade em funcionamento dobrará a capacidade de bombeamento das contribuições que chegam pela rede de drenagem. Após a conclusão da obra, as duas elevatórias ficarão responsáveis por bombear as contribuições de esgoto da península até a estação, que fica no bairro São José, que tem capacidade para tratar 17 milhões de litros por dia.

Os investimentos fazem parte do Programa de Melhoria Contínua no Sistema de Esgotamento Sanitário dos cinco municípios da área de abrangência da Prolagos: Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia.

Conselho Municipal de Meio Ambiente de São Pedro visita Centro de Controle Operacional da Prolagos

Postado por prolagos em 03/fev/2020 - Sem Comentários

Iniciativa teve como principal objetivo aprofundar o conhecimento nas operações de água e esgoto sob responsabilidade da concessionária

Representantes do Conselho Municipal de Meio Ambiente e Saneamento de São Pedro da Aldeia visitaram, nesta segunda-feira, o Centro de Controle Operacional (CCO) da Prolagos, onde conheceram de perto os sistemas de água e esgoto e tiraram dúvidas sobre as atividades desenvolvidas pela concessionária. A comitiva, acompanhada do secretário de Meio Ambiente, Lagoa e Saneamento, Luciano Pinto, foi recebida pelo Coordenador Operacional, Victor Barreto, que explicou cada etapa dos processos e a tecnologia disponível na unidade, que é uma das mais modernas do país no setor de saneamento.

Formado por representantes da sociedade civil e do poder executivo, o conselho tem como finalidade fiscalizar as ações do município, analisar as demandas da sociedade e propor melhorias. “O conselho passou por um processo de renovação e é importante que todos se aprofundem em alguns temas, como o saneamento, por exemplo. Conhecemos um pouco mais do trabalho da empresa e me surpreendi positivamente com o controle e tecnologia empregados”, comentou Vinicius Melo, da ONG Respeito Animal, e um dos conselheiros.

O Conselho é um órgão consultivo, deliberativo, de assessoramento do Poder Executivo e paritário, composto por 14 membros titulares e 14 membros suplentes, a função não é remunerada. “Além de desempenharem papel de fiscalização, os membros do conselho são considerados colaboradores para a atuação da secretaria de Meio Ambiente. Conhecer este Centro e a operação dos sistemas de água e esgoto é importante não só para os conselheiros, mas para toda a população atendida pela Prolagos”, disse o secretário de Meio Ambiente aldeense, Luciano Pinto.

Com aparelhos de alta tecnologia, o CCO controla, em tempo real, os serviços de produção, reservação e distribuição de água; captação e bombeamento do esgoto por meio das estações elevatórias; programação dos serviços nas redes, instalações e equipamentos, bem como, a segurança patrimonial das instalações da empresa. O Centro acompanha o funcionamento dos sistemas de água e esgoto 24 horas por dia e fornece uma série de informações que permitem tomar decisões operacionais e corrigir eventuais alterações de forma rápida e segura.

Prolagos inicia obra de interligação de rede de esgoto em São Pedro da Aldeia

Postado por prolagos em 31/jan/2020 - Sem Comentários

Travessia na Avenida Wilson Mendes está sendo feita por trechos para não impactar o trânsito. Investimento amplia a proteção à laguna

A Prolagos iniciou a obra de interligação da rede coletora de esgoto dos bairros Vinhateiro e Ponta do Ambrósio, em São Pedro da Aldeia, ao sistema principal. As atividades acontecem na Avenida Wilson Mendes (RJ 102), onde será feito o assentamento dos tubos unindo o trecho recém instalado na Rua Antônio Araújo Mendonça, no Vinhateiro, à Antiga Estrada São Pedro – Cabo Frio, onde há uma elevatória em operação. Os serviços estão sendo executados por trechos para que não seja necessária a interrupção da circulação de veículos na rodovia.

A obra amplia a proteção da Lagoa de Araruama, evitando que os imóveis lancem esgoto in natura nesse ecossistema. Foram instalados cerca de 2.300 metros de tronco coletor, com diâmetros entre 150mm e 400mm, 49 poços de visita (PV), local de acesso à rede subterrânea para vistoria, e 15 caixas de coleta em tempo seco. Além da Antônio Araújo Mendonça, o cinturão também passa pelas ruas Manoel Vitorino Carriço e Antônio Luiz de Araújo, onde uma nova estação elevatória foi construída.

Com a conclusão dos serviços, a previsão é que a nova rede entre em operação na próxima semana, após a integração total ao sistema. O investimento é mais uma iniciativa visando a ampliação dos serviços de coleta e tratamento de esgoto, que atualmente está em 80% nos cinco municípios da área de concessão. Para tratar todo o esgoto coletado, a Prolagos opera sete Estações de Tratamento de Esgoto, com capacidade total para tratar 97 milhões de litros de esgoto por dia.

 

 

Após implantação de rede de esgoto, ruas na Ponta do Ambrósio são pavimentadas

Postado por Ascom Prolagos em 16/out/2019 -

 

Obra amplia cinturão protetor no entorno da Lagoa de Araruama

 A obra de implantação de rede coletora de esgoto nos bairros Vinhateiro e Ponta do Ambrósio, em São Pedro da Aldeia, entra na reta final. Após o assentamento de mais de dois quilômetros de tubulação, a Prolagos iniciou a repavimentação dos trechos abertos para implantação da rede. Este é um importante investimento que beneficia cerca de cinco mil pessoas e, principalmente, protege a Lagoa de Araruama do esgoto in natura que sai dos imóveis, que será captado e levado para a estação de tratamento.

A obra consiste na instalação de aproximadamente 2.300 metros de rede coletora, com diâmetros entre 150mm e 400mm, além de 49 poços de visita (PV), local de acesso à rede subterrânea para vistoria e 10 caixas de coleta em tempo seco. Além disso, uma nova estação elevatória está sendo construída na Rua Antônio Luiz de Araújo, na Ponta do Ambrósio. A unidade de bombeamento também está em fase de finalização e até a próxima semana será feita a montagem da parte elétrica.

Para concluir os trabalhos e interligar a nova estrutura à já existente, a concessionária fará a travessia da Avenida Wilson Mendes, unindo a Rua Antônio Araújo Mendonça, no Vinhateiro, a Antiga Estrada São Pedro – Cabo Frio, onde há uma elevatória em operação. Para não impactar o trânsito, a Prolagos optou pelo modelo não destrutivo, ou seja, sem abertura de valas. “Será utilizada uma perfuratriz, conhecida popularmente como tatuzinho, que abre um pequeno túnel para a passagem da tubulação. É um processo rápido e seguro, que não interfere na mobilidade urbana”, explica o engenheiro Adibe Santos, que acompanha a obra.

O investimento de aproximadamente R$ 2 milhões é mais uma iniciativa da Prolagos visando a universalização dos serviços de coleta e tratamento de esgoto, que atualmente está em 80% em toda área de concessão. Para tratar o esgoto dos cinco municípios, a Prolagos possui sete Estações de Tratamento de Esgoto, com capacidade total para tratar 97 milhões de litros de esgoto por dia.

Sistema de esgotamento sanitário de Arraial do Cabo recebe melhorias

Postado por Ascom Prolagos em 08/jul/2019 -

Prolagos investe na aquisição de novos equipamentos para as estações e ampliação da rede coletora

Cinturão da Praia dos Anjos

 Modernização da estação de tratamento, revitalização das elevatórias, recuperação e ampliação da rede coletora de esgoto. Estes são alguns investimentos realizados pela Prolagos em Arraial do Cabo, onde a concessionária assumiu os serviços de esgotamento sanitário há três anos. Durante este período, a empresa vem investindo na melhoria progressiva no sistema de esgoto, que estava completamente sucateado.

Para captar o esgoto que sai dos imóveis, as redes estão sendo recuperadas e, em alguns pontos, interligadas ao sistema. Na Praia dos Anjos, a concessionária está implantando 2,3 quilômetros de rede coletora, 72 poços de visita e 22 novos pontos de captação em tempo seco para coletar o esgoto que vem de diversas partes da cidade, por meio da rede de drenagem pluvial. As intervenções acontecem na Avenida da Liberdade, onde o canal de drenagem que deságua na praia está sendo blindado com um cinturão, e nas ruas Américo Vespúcio e Antônio Sousa Teixeira.

As estações elevatórias, responsáveis pelo bombeamento de esgoto até a chegada à estação de tratamento, foram completamente reformuladas. Além da manutenção da parte estrutural e modernização visual, com aplicação da nova identidade da concessionária, as elevatórias receberam melhorias operacionais. Foram instaladas novas bombas reservas em todas as unidades, que também receberam novos barriletes, conjunto hidráulico formado por tubulações, conexões e registros responsáveis pelo fluxo do esgoto. Além de aumentarem a eficiência, esses investimentos garantem maior segurança na operação.

As estações elevatórias, que bombeiam o esgoto até o tratamento, passaram por reformas

A Estação de Tratamento de Esgoto está passando por processo de revitalização e a estrutura física já recebeu a nova identidade visual. Na parte operacional foi trocada a ponte raspadora do decantador, fase em que há a separação do efluente tratado da parte sólida. O equipamento é responsável por arrastar as partículas sedimentadas no fundo do decantador direcionando-as para o duto de descarga central, onde este lodo é removido através de bombeamento. Parte da massa orgânica retorna aos reatores biológicos para manter o controle e o equilíbrio do processo de tratamento e o restante é desidratado e encaminhado ao aterro sanitário.

Decantador da estação de tratamento recebeu nova ponte rotatória

Em complemento ao atual sistema, a Prolagos fez estudo para a ampliação da rede separadora de esgoto em Arraial do Cabo. “Desde que assumimos os serviços de esgotamento sanitário em Arraial do Cabo não medimos esforços para recuperar e melhorar todo o sistema. Em breve entregaremos a obra do cinturão da Praia dos Anjos, que é uma reivindicação dos moradores há mais de 20 anos e que já está se tornando realidade”, finaliza o presidente da Prolagos, Sérgio Braga.