Mini documentário destaca a recuperação da Lagoa de Araruama

Postado por prolagos em 10/mar/2021 - Sem Comentários

“A Lagoa Vive” retrata diversos aspectos da maior laguna hipersalina do mundo

 Com 6 minutos de duração, o mini documentário “A Lagoa Vive” retrata a Lagoa de Araruama, os diversos setores beneficiados por ela, os impactos causados pela ausência de saneamento básico no passado e como a maior laguna hipersalina do mundo está recuperando a qualidade ambiental. A lagoa é um verdadeiro patrimônio da Região dos Lagos. Com águas cristalinas, uma grande diversidade da vida marinha e um pôr do sol de tirar o fôlego, ela se tornou um refúgio para turistas, fonte de renda para pescadores e empresários, além de ser considerada uma das melhores raias para a prática de esportes do Brasil.

Em 2021, pescadores já comemoram recordes de pescado, obtendo uma das melhores safras de Carapeba e Perumbeba, espécies que estavam ausentes da laguna desde 2009. Os investimentos em saneamento básico vêm contribuindo efetivamente para a recuperação gradativa da qualidade ambiental da laguna. Responsável pelos serviços de tratamento e abastecimento de água e esgotamento sanitário em quatro das seis cidades banhadas pela laguna, a Prolagos, uma empresa da Aegea Saneamento, está comprometida com a preservação e recuperação plena da Lagoa de Araruama. O saneamento básico, atividade exercida pela concessionária, é uma das impulsionadoras da melhoria da laguna, bem como, dos indicadores de saúde alcançados na Região dos Lagos nos últimos anos.

Com a missão de prestar serviços de saneamento básico com qualidade, eficiência econômica e respeito ao meio ambiente, a concessionária reforça o compromisso em buscar as melhores práticas operacionais a fim de contribuir para a saúde da população e para o desenvolvimento sustentável dos municípios onde atua. “Estamos ampliando a implantação de cinturões no entorno da lagoa, para interceptar o esgoto e evitar que ele chegue in natura ao ecossistema. Já investimos mais de R$1,4 bilhão em saneamento, representando mais que o dobro de investimentos realizados por habitantes do que a média nacional, e ainda iremos investir muito mais” – explica o diretor executivo da concessionária, José Carlos Almeida.

Para trazer nova contribuição para a melhoria dos pontos da laguna que ainda precisam ser recuperados, a empresa contratou a Coppe/UFRJ para desenvolver um estudo de hidrodinâmica capaz de fornecer dados técnicos-científicos sobre as ações mais eficazes a serem realizadas na Lagoa de Araruama. Os cenários levantados foram apresentados aos gestores públicos, que estão definindo as melhores estratégias em prol da laguna. “Nos orgulhamos por executar um trabalho que colabora com a recuperação da Lagoa de Araruama, que vai além de investir em saneamento. É promover qualidade de vida e assegurar um legado ambiental, de turismo e geração de renda para a população” – fala Sérgio Braga, presidente da Prolagos.

O modelo de esgotamento sanitário em vigor na Região dos Lagos é Captação em Tempo Seco, que intercepta a rede de drenagem pluvial, levando as contribuições para uma das sete estações de tratamento, com capacidade para tratar 97 milhões de litros de esgoto por dia. Desde que assumiu os serviços, em 1998, o índice de coleta saltou de 0 para 80% e todo esgoto coletado é tratado. Em complemento a esse sistema, a Prolagos desenvolveu um estudo para a construção da rede separativa de esgoto nos cinco municípios da área de abrangência: Arraial do Cabo, Armação dos Búzios, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia. O projeto foi apresentado à agência reguladora e está sendo analisado pelo Consórcio Intermunicipal Lagos São João e poder concedente.

Assista ao documentário:

Empresários de São Pedro da Aldeia comemoram balanço positivo da alta temporada

Postado por prolagos em 09/mar/2021 - Sem Comentários

Turistas são atraídos pela Lagoa de Araruama

 Quem busca curtir aquela brisa salina e praias de águas calmas e cristalinas, tem destino certo na Região dos Lagos: São Pedro da Aldeia. As belas orlas desse litoral não são banhadas pelo mar, mas sim, pela Lagoa de Araruama. Tecnicamente, esse imenso corpo de água salgada, que banha outros 5 municípios da região, é chamado de laguna.

A pouca profundidade da água, ventos constantes e sol na maior parte do ano, garantem a tranquilidade de muitos turistas que escolhem a cidade para os dias de descanso, e a cada ano, mais visitantes são atraídos pela beleza e pôr do sol únicos, proporcionados pela lagoa.

Pouco antes do início da pandemia, a comerciante Christiane Manfrenati abriu o Manfrenati Café, localizado em frente à orla do Centro e comemora o aumento do número de clientes na alta temporada. “O movimento cresce diariamente. Os consumidores não são atraídos somente pela boa refeição, mas também por toda experiência gastronômica que proporcionamos. Um clima aconchegante, vista para a laguna e, no fim de tarde, o pôr do sol de tirar o fôlego” – fala Christiane Manfrenati.

Foto cedida pela pousada Xodó da Praia

Para o empresário Paulo Roberto Gaspar, a alta temporada só não foi melhor, por causa das incertezas provocadas pelas restrições adotadas para prevenção do Covid-19. “Desde que a prefeitura liberou a reabertura dos comércios, os turistas voltaram a frequentar a cidade, mas percebemos uma mudança no nosso público, que antes era formado por idosos e neste verão, os jovens foram a maioria” – explica Paulo Roberto, proprietário de uma pousada, um restaurante e um quiosque.

A recuperação da Lagoa de Araruama contou com a contribuição do trabalho da Prolagos, uma empresa da Aegea Saneamento. Ao longo de 23 anos de atuação, já foram investidos mais de R$1,4 bilhão em saneamento, representando mais que o dobro de investimentos realizados por habitantes, do que a média nacional, segundo o Instituto Trata Brasil.

Após a chegada da concessionária, o tratamento do esgoto passou de 0% para 80% nas cidades de Iguaba Grande, São Pedro da Aldeia, Cabo Frio, Arraial do Cabo e Armação dos Búzios. A operadora responsável pelo saneamento básico, vem ampliando a implantação de cinturões no entorno da lagoa, para interceptar o esgoto e evitar que ele chegue in natura ao ecossistema.

Pescadores comemoram grande quantidade de pescado na Lagoa de Araruama

Postado por prolagos em 03/mar/2021 - Sem Comentários

Em fevereiro foram mais de 100 toneladas de peixes

Os pescadores da Lagoa de Araruama, na Região dos Lagos, têm muito a comemorar. Isso porque o mês de fevereiro apresentou uma das melhores safras de Carapeba e Perumbeba desde 2009. Nas cidades de Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia, foram pescados mais de 100 toneladas de peixes.

Em Iguaba, foram mais de 50 toneladas. Em uma única noite, os pescadores recolheram cerca de 12 toneladas. Já em São Pedro foram aproximadamente 60 toneladas no mês, e em Cabo Frio, os pescadores faturaram aproximadamente R$100 mil somente com a venda das duas espécies.

“Durante muito tempo pescamos só a Tainha. A Carapeba e a Perumbeba haviam desaparecido da região, mas agora que retornaram, estamos muito felizes” – fala Rogério Oliveira de Souza, presidente da Associação de Pescadores da Praia da Baleia.

Pescadores comemoram a volta de espécies como Carapeba e Perumbeba na Lagoa de Araruama

O pescado abastece cidades dos estados do Rio de Janeiro, Norte e Nordeste. Apesar do excelente desempenho, a quantidade de peixes capturados pode ser ainda maior. Isso porque atualmente não há um órgão que mapeie e elabore uma estatística pesqueira.

Para Cícero, presidente da Colônia Z-29, de Iguaba Grande, um dos fatores que contribuiu para o reaparecimento dos peixes, foi a qualidade da água da Lagoa de Araruama.

“Sou pescador há 30 anos. Vim do Nordeste e quando cheguei aqui, a água era cristalina. Era possível ver os peixes no fundo. Hoje ela está a cada dia mais parecida com o que era antes. A gente circula por diversos trechos da lagoa e em todos os pontos é possível observar essa melhora” – diz Cícero Vanderley Neto.

A Prolagos, uma empresa da Aegea Saneamento, contribui efetivamente para a recuperação da laguna. Após a chegada da concessionária, o tratamento do esgoto passou de 0% para 80% nas cidades de Iguaba Grande, São Pedro da Aldeia, Cabo Frio, Arraial do Cabo e Armação dos Búzios. A operadora responsável pelo saneamento básico, vem ampliando a implantação de cinturões no entorno da lagoa, para interceptar o esgoto e evitar que ele chegue in natura ao ecossistema.

Ao longo de 23 anos de atuação, já foram investidos mais de R$1,4 bilhão em saneamento, representando mais que o dobro de investimentos realizados por habitantes, do que a média nacional, de acordo com o Instituto Trata Brasil.

Mais de 100 toneladas de peixes foram capturados em Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro

No mês da água, Prolagos lança a campanha “Paixão que movimenta”

Postado por prolagos em 02/mar/2021 - Sem Comentários

Ação conta com a participação de colaboradores de diversas áreas. Concessionária prepara série de atividades em março

 

Campanha ‘Apaixonados pela Água’ traz depoimentos de colaboradores

A Prolagos, empresa da Aegea Saneamento, preparou uma variada programação para marcar o mês em que se comemora o Dia Mundial da Água, 22 de março. A iniciativa tem como objetivo reforçar a importância do papel de cada cidadão na recuperação, conservação dos recursos hídricos e uso consciente. Abrindo as ações, a concessionária começou a divulgação da campanha “Paixão que movimenta”, que traz a participação dos colaboradores que atuam em diversas áreas, da produção até o tratamento de esgoto, mostrando como suas rotinas contribuem para levar água tratada às famílias e todo o cuidado para que os resíduos que saem dos imóveis sejam tratados e retornem ao meio ambiente sem causar impactos.

As peças serão divulgadas ao longo de todo o mês nos canais oficiais da concessionária nas redes sociais, além de anúncios em sites e jornais. Nesta primeira semana, a Prolagos inaugura o viveiro de mudas nativas da região na Estação de Tratamento de Esgoto de Iguaba Grande. A produção contribuirá com plantios em praças e escolas realizados pela Prolagos, por meio de ações de responsabilidade socioambiental. O próximo já está marcado, será no dia 22, no entorno da represa de Juturnaíba, manancial onde é feita a captação de água bruta.

A programação conta ainda com o lançamento da terceira edição do Prêmio de Jornalismo Ambiental, que tem como objetivo valorizar os jornalistas e estimular a produção de reportagens sobre a importância dos investimentos em saneamento na região. O concurso vai distribuir R$ 36 mil em prêmios entre cinco categorias profissionais e uma universitária. Na próxima semana, a concessionária apresentará o mini documentário #ALagoaVive, que mostra a recuperação gradual da Lagoa de Araruama, com destaque para a fartura de peixes e a procura dos turistas no verão.

Neste mês, dois importantes projetos serão lançados: o Convênio para Monitoramento de Recursos Hídricos, como a Lagoa de Araruama, com a Universidade Veiga de Almeida (UVA), que contará com a participação de alunos de vários cursos como Engenharia Civil, Ambiental e de Produção; o outro é o Projeto Impulso, que tem como objetivo de promover o desenvolvimento de pessoas, famílias e comunidades de forma sustentável.

O Projeto Impulso conta com três subprojetos: Vida na Lagoa, que fará um diagnóstico da Lagoa de Araruama com foco na sustentabilidade profissional dos pescadores da laguna, promoção de ações de desenvolvimento das potencialidades locais, com respeito à atividade pesqueira artesanal; Estação do Saber, espaço científico cultural com foco em educação ambiental por meio de visitas monitoradas. O local apresentará, de forma lúdica, algumas características da água e fenômenos que ilustram o comportamento desse líquido em diversas situações; e Natureza da Educação para o Mangue voltado exclusivamente para o Mangue de Pedra, em Armação dos Búzios, com foco na preservação deste raro ecossistema.

Para levar água tratada a mais famílias, também em março a Prolagos iniciará as obras de extensão de rede. Até o final do ano serão implantados mais de 30 mil metros de tubulação beneficiando moradores de diversas localidades, como Botafogo e Florestinha, em Cabo Frio, Alto da Rasa, em Búzios e Baixo Grande, em São Pedro da Aldeia.

Desde o início de sua atuação, em 1998, a Prolagos já investiu R$ 1,4 bilhão em saneamento básico, o que representa um dos maiores investimentos neste segmento por habitante no Brasil, duas vezes mais do que a média nacional. Nesse período, a concessionária triplicou o fornecimento de água potável, passou de 30% para 98% da população da área urbana, e saltou de praticamente 0 para 80% o índice de atendimento em esgotamento sanitário na região. A concessionária conta com a expertise da Aegea Saneamento, uma das maiores empresas de saneamento do segmento privado no país, que atua em 126 municípios impactando a vida de mais de 11 milhões de pessoas.

Prolagos entrega nova remessa de cestas de alimentos a pescadores

Postado por prolagos em 12/jun/2020 - Sem Comentários

Iniciativa visa amenizar os impactos sociais provocadas pela pandemia

Entrega na sede da Colônia Z-29, Iguaba Grande

Começou nesta sexta-feira a segunda rodada de doação de cestas de alimentos e material de limpeza a famílias de pescadores da Lagoa de Araruama promovida pela Prolagos, empresa do grupo Aegea. Iniciada em maio, a ação tem como objetivo oferecer apoio aos profissionais da pesca artesanal que não estão conseguindo vender o pescado por conta do isolamento social. Ao final das duas fases serão entregues 800 cestas entre as colônias de Cabo Frio, Iguaba Grande, Arraial do Cabo e São Pedro da Aldeia, municípios da área de concessão banhados pela laguna.

Assim como realizado anteriormente, a concessionária faz a entrega às colônias, que ficam responsáveis pelo repasse às famílias. Na manhã desta sexta-feira, a segunda remessa foi entregue na sede da colônia Z-29, em Iguaba Grande, e recolhida por representantes da Colônia Z-4, de Cabo Frio, na sede da empresa, em São Pedro da Aldeia. “Serão priorizadas as famílias que ainda não foram contempladas e, principalmente, aqueles que se dedicam à pesca artesanal lagunar, que estão com mais dificuldade”, explicou Cláudio Gomes, filiado à Z-4, que buscou as doações ao lado da secretária da colônia, Lucimar da Silva.

Ação conta com a participação de colaboradores da concessionária

A entrega aos representantes de Arraial do Cabo e São Pedro da Aldeia será feita nos próximos dias. As cestas doadas são compostas por sal, arroz, feijão, dois quilos de açúcar, óleo, leite em pó, achocolatado, macarrão, farinha de mandioca, fubá, café, biscoito de maisena, papel higiênico, desinfetante, sabão em pó, detergentes, creme dental e sabonete. O auxílio oferecido pela concessionária visa apoiar os pescadores nesse momento de dificuldade. “Desde o início da pandemia, reforçamos nossas ações para manter e ampliar os serviços de água e esgoto, que são fundamentais no enfrentamento ao novo coronavírus. Entendemos que apenas com união conseguiremos passar por este período extremamente desafiador e não estamos medindo esforços para fazer a nossa parte”, comentou o diretor-presidente da Prolagos, Sérgio Braga.

A doação dos kits integra um pacote de medidas adotadas pela Prolagos em apoio à sociedade no combate à Covid-19. No fim de maio, a empresa doou equipamentos de proteção individual para atender os profissionais de saúde que atuam em Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia. Ao todo foram entregues 36 mil itens divididos entre avental com manga longa, luva para procedimento não cirúrgico, máscara cirúrgica descartável tripla camada, máscaras N95, capote descartável e álcool em gel 70%.

Desde março, a Prolagos vem contribuindo com os municípios da área de atuação na higienização dos espaços públicos. Até o momento, mais de 300 mil litros de água já foram doados em caminhões pipas contribuindo para a sanitização de praças, pontos de ônibus, entorno de agências bancárias, unidades hospitalares e de grande circulação, a fim de evitar a disseminação da doença. A concessionária também ampliou a produção de hipoclorito de sódio, utilizado na estação de tratamento de água, para compartilhar com prefeituras, colônias e associações de moradores, que fazem a distribuição para a população.

Rede de esgoto na Ponta do Ambrósio entra em operação

Postado por prolagos em 25/maio/2020 - Sem Comentários

Sistema recém implantado em bairro aldeense aumenta proteção à Lagoa de Araruama

 

A nova rede de esgotamento sanitário implantada no bairro Ponta do Ambrósio, em São Pedro da Aldeia, já está integrada ao sistema principal operado pela Prolagos e em funcionamento. A obra, que beneficia aproximadamente cinco mil pessoas, contribui diretamente na melhoria da qualidade ambiental da Lagoa de Araruama, por evitar que os imóveis lancem esgoto in natura ao ecossistema.

Foram instaladas aproximadamente 2.300 metros de rede coletora de esgoto, com diâmetros entre 150mm e 400mm, 49 poços de visita (PV), local de acesso à rede subterrânea para vistoria, e 16 caixas de coleta em tempo seco, nas ruas Antônio Araújo Mendonça, no Vinhateiro, Manoel Vitorino Carriço e Rua Antônio Luiz de Araújo, na Ponta do Ambrósio, onde foi construída uma nova estação elevatória, responsável por bombear todo material coletado na localidade. A nova rede foi interligada à elevatória já existente na Antiga Estrada São Pedro – Cabo Frio, de onde o esgoto seguirá até a estação de tratamento.

Estação elevatória da Ponta do Ambrósio

Para não impactar a rotina dos moradores e do comércio, a intervenção foi feita por trechos, com o fechamento das valas logo após o assentamento dos tubos. A recomposição asfáltica na área trabalhada foi executada após a implantação de toda a rede. Com a conclusão da fase estrutural, a nova estação elevatória recebeu equipamentos de telemetria e passou a ser monitorada e operada do Centro de Controle Operacional, na sede da concessionária. “Este importante investimento aumenta a área de cobertura do sistema de esgotamento sanitário da área de concessão e reforça o compromisso da Prolagos com os municípios atendidos. Neste período desafiador para toda a sociedade, continuamos trabalhando para manter os nossos serviços de água e esgoto e, ainda, executar melhorias e ampliação dos sistemas”, comentou Sérgio Braga, diretor-presidente.

Além de São Pedro da Aldeia, a Prolagos é responsável pelos sistemas de água e esgoto nos municípios de Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio e Iguaba Grande. A nova rede soma à estrutura de esgotamento sanitário composto por mais de 80 elevatórias, sete estações de tratamento, que têm capacidade para tratar 97 milhões de litros de esgoto por dia.

Lagoa de Araruama é tema de reunião com organizações da sociedade civil de São Pedro da Aldeia

Postado por prolagos em 03/mar/2020 - Sem Comentários

Sistema de esgotamento sanitário, contrato de concessão da Prolagos e responsabilidades entraram na pauta durante encontro na Associação Comercial

Para discutir ações em prol da Lagoa de Araruama, representantes de diversas instituições da sociedade civil organizada de São Pedro da Aldeia se reuniram com gerentes da Prolagos, na sede da Associação Comercial, Turística, Industrial, e Agrícola de São Pedro da Aldeia – ACIASPA, com o objetivo de compreender o contrato de concessão da empresa e tirar dúvidas sobre as atividades desenvolvidas pela concessionária, que atua em quatro municípios no entorno da laguna.

O grupo composto pelo presidente, vice-presidente e diretor jurídico da ACIASPA, representantes de subseções da OAB da Região dos Lagos e do Observatório Social do Brasil, biólogos e cidadãos que moram perto da laguna, tem o propósito de juntar diferentes conhecimentos para propor iniciativas em benefício deste corpo hídrico que banha seis municípios da Região dos Lagos e atrai turistas de todo o estado.

“O objetivo maior desse grupo recém formado é que tenhamos embasamento técnico e científico que sejam concretos para elaborar propostas promissoras para a lagoa. A participação de pessoas de esferas distintas da sociedade e com diferentes formações ajuda a compor pontos de vista variados para que, em um momento de tomada de decisão, os projetos sejam implementados de maneira efetiva”, comentou a bióloga e doutora em recursos florestais, Raquel Trevizam, que participou da conversa.

Durante a reunião, o gerente de Responsabilidade Social da Prolagos, Ricardo Azevedo, apresentou o histórico da concessão, os programas socioambientais realizados pela empresa, o modelo de esgotamento sanitário adotado e explicou as ações em andamento para contribuir com os órgãos competentes na gestão da Lagoa de Araruama e em escolhas mais eficazes para a melhoria ambiental desse patrimônio natural. O grupo pretende ouvir também representantes dos municípios.

“Já temos cerca de 20 pessoas participando deste movimento que planeja reunir informações e fazer uma gestão de maneira isenta, de forma clara e transparente. A ideia é fazer uma análise das questões que envolvem a laguna, como os serviços da Prolagos e a participação do poder público. Há alguns dias decidimos em uma reunião que chamaríamos a concessionária para que ela pudesse fazer uma explicação sobre todo o contrato. A empresa trouxe seu corpo técnico e esclareceu diversos assuntos”, disse Paulo Lobo, que convidou os representantes da empresa.

Estiveram presentes também o gerente comercial Vitor Hugo Gabriel, que tirou dúvidas sobre a estrutura tarifária e serviços, e a coordenadora de EHS, responsável pela área de Meio Ambiente, Gabriela Negreiros, que explicou sobre as responsabilidades de cada agente envolvido na preservação da laguna: sociedade, poder público e concessionárias.

 

Prolagos inicia obra de interligação de rede de esgoto em São Pedro da Aldeia

Postado por prolagos em 31/jan/2020 - Sem Comentários

Travessia na Avenida Wilson Mendes está sendo feita por trechos para não impactar o trânsito. Investimento amplia a proteção à laguna

A Prolagos iniciou a obra de interligação da rede coletora de esgoto dos bairros Vinhateiro e Ponta do Ambrósio, em São Pedro da Aldeia, ao sistema principal. As atividades acontecem na Avenida Wilson Mendes (RJ 102), onde será feito o assentamento dos tubos unindo o trecho recém instalado na Rua Antônio Araújo Mendonça, no Vinhateiro, à Antiga Estrada São Pedro – Cabo Frio, onde há uma elevatória em operação. Os serviços estão sendo executados por trechos para que não seja necessária a interrupção da circulação de veículos na rodovia.

A obra amplia a proteção da Lagoa de Araruama, evitando que os imóveis lancem esgoto in natura nesse ecossistema. Foram instalados cerca de 2.300 metros de tronco coletor, com diâmetros entre 150mm e 400mm, 49 poços de visita (PV), local de acesso à rede subterrânea para vistoria, e 15 caixas de coleta em tempo seco. Além da Antônio Araújo Mendonça, o cinturão também passa pelas ruas Manoel Vitorino Carriço e Antônio Luiz de Araújo, onde uma nova estação elevatória foi construída.

Com a conclusão dos serviços, a previsão é que a nova rede entre em operação na próxima semana, após a integração total ao sistema. O investimento é mais uma iniciativa visando a ampliação dos serviços de coleta e tratamento de esgoto, que atualmente está em 80% nos cinco municípios da área de concessão. Para tratar todo o esgoto coletado, a Prolagos opera sete Estações de Tratamento de Esgoto, com capacidade total para tratar 97 milhões de litros de esgoto por dia.

 

 

Comunicado

Postado por Ascom Prolagos em 13/nov/2019 -

A Lagoa de Araruama possui características próprias que influenciam diretamente na sua aparência, ficando em alguns meses com águas claras e límpidas e em outros com a coloração escura. As influências vão desde a direção e velocidade dos ventos, movimento de marés e baixa profundidade.

Por ser a Lagoa de Araruama o corpo receptor do efluente tratado das estações de tratamento da Prolagos, e, justamente, pelo nosso sistema manter o mesmo padrão durante todo o ano, buscamos na Coppe/UFRJ e na UFF a explicação técnica sobre as mudanças na laguna.

Os levantamentos apontaram que a coloração da água é dada pela presença das microalgas, que é elevada quando a água está escura e muito baixa quando está clara. Responsável pelas análises da água, o doutor em Oceanologia e professor da UFF, Júlio Wasserman, esclarece que a possível explicação para a variação pode estar nas reações que acontecem no material que constitui o fundo da lagoa, o sedimento.

“Aparentemente, a quantidade de fósforo e nitrogênio que entra pelos esgotos e pela atividade humana no entorno da laguna é a mesma o tempo todo, só que quando a água fica clara, parece que o fósforo é sequestrado no sedimento (retirado da coluna d’água para o solo). Ainda não sabemos como isto acontece, mas está claro que as modificações que ocorrem nesse ecossistema não estão relacionadas à diluição pelas águas do mar, nem por entradas de esgoto. Estão exclusivamente relacionadas a processos que ocorrem no sedimento. Fizemos um balanço para avaliar se os aportes de esgotos brutos e tratados podem ser responsáveis pelas águas escuras e os nossos cálculos indicam que a quantidade de nutrientes lançados na laguna é pelo menos 10 vezes inferior ao necessário para manter a produção das microalgas. Isto reforça a hipótese de que o fósforo efetivamente vem do sedimento”.

A Prolagos está comprometida com a preservação do meio ambiente e com a qualidade de vida dos moradores da sua área de concessão. A boa safra após o fim do período de defeso neste ano, reforça que estamos no caminho certo. Queremos ir além e continuamos investindo para a melhoria contínua dos nossos serviços e do ecossistema.

Após implantação de rede de esgoto, ruas na Ponta do Ambrósio são pavimentadas

Postado por Ascom Prolagos em 16/out/2019 -

 

Obra amplia cinturão protetor no entorno da Lagoa de Araruama

 A obra de implantação de rede coletora de esgoto nos bairros Vinhateiro e Ponta do Ambrósio, em São Pedro da Aldeia, entra na reta final. Após o assentamento de mais de dois quilômetros de tubulação, a Prolagos iniciou a repavimentação dos trechos abertos para implantação da rede. Este é um importante investimento que beneficia cerca de cinco mil pessoas e, principalmente, protege a Lagoa de Araruama do esgoto in natura que sai dos imóveis, que será captado e levado para a estação de tratamento.

A obra consiste na instalação de aproximadamente 2.300 metros de rede coletora, com diâmetros entre 150mm e 400mm, além de 49 poços de visita (PV), local de acesso à rede subterrânea para vistoria e 10 caixas de coleta em tempo seco. Além disso, uma nova estação elevatória está sendo construída na Rua Antônio Luiz de Araújo, na Ponta do Ambrósio. A unidade de bombeamento também está em fase de finalização e até a próxima semana será feita a montagem da parte elétrica.

Para concluir os trabalhos e interligar a nova estrutura à já existente, a concessionária fará a travessia da Avenida Wilson Mendes, unindo a Rua Antônio Araújo Mendonça, no Vinhateiro, a Antiga Estrada São Pedro – Cabo Frio, onde há uma elevatória em operação. Para não impactar o trânsito, a Prolagos optou pelo modelo não destrutivo, ou seja, sem abertura de valas. “Será utilizada uma perfuratriz, conhecida popularmente como tatuzinho, que abre um pequeno túnel para a passagem da tubulação. É um processo rápido e seguro, que não interfere na mobilidade urbana”, explica o engenheiro Adibe Santos, que acompanha a obra.

O investimento de aproximadamente R$ 2 milhões é mais uma iniciativa da Prolagos visando a universalização dos serviços de coleta e tratamento de esgoto, que atualmente está em 80% em toda área de concessão. Para tratar o esgoto dos cinco municípios, a Prolagos possui sete Estações de Tratamento de Esgoto, com capacidade total para tratar 97 milhões de litros de esgoto por dia.